Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

VIOLÊNCIA

Antigo caseiro confirma agressões e maus-tratos de esposa a Cid Moreira

Por: Portal Uai

Publicado em: 03/08/2021 17:40

 (crédito: Reprodução/Instagram)
crédito: Reprodução/Instagram
Após os filhos de Cid Moreira, Rodrigo Radenzev Simões Moreira e Roger Felipe Naumtchyk Moreira, entrarem com um pedido de interdição para o pai acusando a madrasta, Maria de Fátima Sampaio Moreira, de dopar e manter o jornalista em cárcere privado, conseguem testemunhas que corroboram com a versão deles da história.

Numa recente atualização do caso, de acordo com o site Notícias da TV, o caseiro do veterano, que trabalhou para ele durante 26 anos, relatou agressões e maus tratos por parte de Maria.

Para os filhos, Cid vive em cárcere privado e dopado, como protocolado na ação judicial que visa esclarecer o caso, com entrada na Vara de Família e Registro Civil da Comarca de Petrópolis, no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Fátima é alvo de um inquérito policial no Ministério Público do Rio de Janeiro, que investigará suas condutas. Os filhos solicitam a prisão preventiva da madrasta, por considerarem que ela se apropriou dos bens do jornalista, fazendo uso deliberado de seu patrimônio.

Na última semana, o advogado dos irmãos, Angelo Carbone, enviou ao MP-RJ e RJ-TJ, a existência de duas testemunhas que pudessem corroborar com as versões de Rodrigo e Roger, onde uma delas acusa o irmão de Fátima por ter depenado os bens de sua sogra idosa, assemelhando-se ao caso de Cid.

"[A comida] era horrível. (...) A comida sai da geladeira, esquenta, vai para a mesa, passa duas horas na mesa, depois volta para a geladeira. [Era] 15 dias fazendo isso. Era pizza todo dia. E daquelas pizzas horríveis. Ela [Fátima] fazia [a pizza], ficava um tempão lá na geladeira. Era todo dia pizza", denunciou o ex-funcionário para Roger.

O caseiro também declarou que a matriarca saía e não dava explicações, deixando o jornalista sozinho.

"Era todo dia. O coitado ficava igual um bicho preso na jaula, porque ali [na casa] tem que botar aquelas grades. Senão, entra bicho toda hora dentro de casa. (...) Ela sumia, só chegava à noite. Dizia que ia ao salão, que estava fazendo esse negócio de ginástica que ela faz", revelou.

Ele lembrou de uma situação em que Fátima deu R mil para uma colaboradora, dizendo que este dinheiro seria emprestado. "Ela disse que foi emprestado. Mas acho que não. A primeira vez foi R$ 25 mil. Depois, passou um tempo, ela [a colaboradora] pediu mais R$ 25 mil. Acho que era para montar um escritório", destacou.

Atualmente, os filhos exigem perante a justiça a investigação e apuração do caso, levando as testemunhas para esclarecer suas afirmações.

Carbone declarou ao Notícias da TV, que ainda terá muita coisa surgindo de acordo com o andamento do processo. "Vai aparecer coisa muito mais séria", adianta. Fátima foi procurada pelo site, mas não quis se manifestar sobre o ocorrido.
TAGS: esposa | moreira | cid | agressÕes |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Consumo de carne de cachorro sob reavaliação na Coreia do Sul
Manhã na clube: entrevistas com Mendonça Filho (DEM), Vitor Moura e Jailson Silva
Combate à gordofobia vira lei no Recife
Medicamento contra Covid-19 é recomendado pela OMS
Grupo Diario de Pernambuco