Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

PANDEMIA

Peru prorroga suspensão de voos vindos do Brasil, Reino Unido, África do Sul e Índia

Por: AFP

Publicado em: 09/05/2021 15:20

 (A cada 15 dias o governo avalia se suspende ou mantém a proibição, dependendo da evolução da pandemia. Foto: KAI PFAFFENBACH / POOL / AFP)
A cada 15 dias o governo avalia se suspende ou mantém a proibição, dependendo da evolução da pandemia. Foto: KAI PFAFFENBACH / POOL / AFP
O Peru estendeu até 30 de maio a suspensão de voos do Brasil, Reino Unido, África do Sul e Índia para evitar a entrada de novas variantes do coronavírus no país, num momento em que o país enfrenta uma segunda onda mortal da pandemia.

"Está suspenso até 30 de maio a entrada em território nacional de estrangeiros não residentes da África do Sul, Brasil e Índia, ou que tenham feito escala nesses locais nos últimos quatorze dias", indicou decreto publicado no Diário Oficial.

De acordo com o decreto, "a disposição visa prevenir a disseminação da Covid-19 na atual emergência sanitária". 

O Peru restringiu voos do Reino Unido e da África do Sul em meados de dezembro, e do Brasil a partir de 26 de janeiro, medidas tomadas devido às novas variantes do coronavírus que surgiram nos países com maior possibilidade de contágio. 

A cada 15 dias o governo avalia se suspende ou mantém a proibição, dependendo da evolução da pandemia. 

A extensão do prazo parecia inevitável dado o preocupante aumento de casos com a cepa brasileira, especialmente na capital Lima, segundo autoridades sanitárias. 

Essa variante causa 40% dos casos registrados nos últimos meses em Lima, indicou o Ministério da Saúde. 

Peru e Brasil compartilham 2.800 quilômetros de fronteira na Amazônia. 

As autoridades não detalharam o número de casos detectados com variantes do Reino Unido ou da África do Sul. 

Lima, com 10 milhões de habitantes, é a cidade peruana mais atingida pelo vírus. Seus hospitais estão lotados e há inúmeras filas para as pessoas comprarem oxigênio para fins medicinais.

Com 33 milhões de habitantes, o Peru registrou 1,8 milhão de casos e mais de 63.000 mortes desde o início da pandemia da Covid-19 em março de 2020.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Marília Arraes, Marcella Salazar e Aurimar Borges Jr
Presidente da Argentina faz ataques xenofóbicos ao Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Tadeu Alencar e Túlio Rangel
Inflação tem maior alta para maio em 25 anos
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco