Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Índice

Confiança do empresário pernambucano cresce em outubro

Publicado em: 28/10/2020 19:45 | Atualizado em: 28/10/2020 19:57

Uma das atividades mais positivas nos últimos meses é a de eletrodomésticos. (Foto: Alcione Ferreira/DP
)
Uma das atividades mais positivas nos últimos meses é a de eletrodomésticos. (Foto: Alcione Ferreira/DP )
O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) de Pernambuco, que mede a percepção dos empresários do comércio sobre o nível atual e futuro de propensão a investir em curto e médio prazo, registrou a terceira alta em outubro após cinco quedas consecutivas. O ICEC cresceu 6,9% entre setembro e outubro, saindo de 93,4 para 99,9 pontos, refletindo os números positivos do movimento das vendas do comércio no estado entre maio e agosto, onde o volume cresceu a taxas elevadas e bem acima do esperado pela maioria dos analistas de mercado.

O economista da Fecomércio-PE, Rafael Ramos, ressalta que a confiança dos empresários do setor costuma ser mais alta no último trimestre do ano. "O empresário é beneficiado quando as pessoas continuam comprando. Muitas empresas tiveram aceleração da transformação digital nos últimos meses, conseguindo vender mais pela internet do que no início da pandemia", afirma.

Datas importantes para o comércio, como o dia das crianças, em outubro; a Black Friday, em novembro, e o Natal, em dezembro, impulsionam a confiança dos empresários. "No último trimestre do ano, a demanda está aquecida e há mais condições de investir. O Natal é o período mais importante do ano para o comércio, e a Black Friday está cada vez mais forte no país. É um momento de confiança elevada porque existe um cenário mais propenso à venda", enfatiza. A previsão é de que R$ 5 bilhões sejam injetados na economia de Pernambuco no período de festas de fim de ano.

Além do resultado das vendas, a confiança também vem sendo influenciada pela manutenção do consumo das famílias diante da continuidade, apesar da queda no valor do benefício, do auxílio emergencial até dezembro de 2020. A proximidade com as eleições municipais e a possibilidade de renovação de parte da gestão municipal e de capitais também podem estar acelerando a recuperação da confiança, já que anos pós-eleição apresentam ambiente de negócios melhores.

As atividades mais positivas nos últimos meses, e que vem puxando a recuperação do comércio, continuam sendo as de eletrodomésticos e de móveis. O segmento de hiper e supermercados continuam com alta modesta, mas positiva, diante da necessidade de um maior consumo destes itens para as pessoas que ainda continuam em isolamento, mesmo após a permissão de reabertura de outros setores da economia.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Teatro do Parque: a volta à vida de um gigante centenário
Enem para todos com o professor Fernandinho Beltrão ##275 Mono e dicotiledôneas
Rhaldney Santos entrevista Dr Dimas Antunes
Argentina chora perda de Maradona
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco