Diario de Pernambuco
Busca

ESPETÁCULO

Hipnóticos pela risada

Show %u2018Magicamente%u2019, idealizado e estrelado por André Attie, chega ao Teatro Luiz Mendonça para apresentação única com humor renovado e dinâmicas com a plateia

Publicado em: 31/05/2024 06:00

 (Divulgação)
Divulgação

A capital pernambucana receberá pela segunda vez neste domingo, no Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu), a partir das 20 horas, o espetáculo que vem ganhando cada vez mais público pelo Brasil. Em apresentação única, o show 'Magicamente' - idealizado e estrelado pelo hipnólogo André Attie, ao lado de seus parceiros de palco Eduardo Neaime e Sanny Machado - é ao mesmo tempo uma experiência inusitada e cômica que, a cada nova edição, revela novas situações e possibilidades a partir da interação com os voluntários da plateia.

 

Oficial da reserva da Polícia Militar de São Paulo, André passou muitos anos interessado no tema da hipnose e, através do seu trabalho com shows de mágica, começou a introduzir elementos voltados ao assunto de maneira discreta - ganhando cada vez mais a atenção do público e das casas de teatro. Sua primeira apresentação completamente baseada em espetáculo hipnótico foi um projeto aberto no salão de festas do seu prédio, que atraiu imensa atenção dos moradores e angariou as suas duas futuras parcerias, Eduardo e Sanny, que estavam presentes na ocasião.

 

Inicialmente, ainda na capital paulista, André encontrou resistência por parte dos espaços de show para realizar suas apresentações de hipnose e, em suas viagens ao exterior, começou a perceber distintas técnicas e formatos, mudando ele mesmo de credulidade em relação ao tema - e foi inserindo momentos especiais dessa prática nos espetáculos de mágica que a ideia para um projeto inteiramente de hipnose ganhou vida, inicialmente com outra formação, de dupla, e com o título 'Incrivelmente'. A ideia foi abraçada por várias iniciativas particulares e passou a ser apresentada em festas, resorts e outros espaços por modelo de contratação.

 

Foi apenas depois da pandemia, em meados de 2022, que o Magicamente, já com esse nome e cerca de 90 minutos de duração, de fato ficou não apenas com a atual formação dos três hipnólogos, mas também passou a circular pelo Brasil com diversos convites. As dinâmicas de grupo são realizadas durante a apresentação, no palco, e seguindo uma lógica de comicidade e rigor na segurança.

 

Após uma primeira apresentação no mesmo teatro, no ano passado, o trio está de volta, "Quando comecei com esse trabalho havia muito preconceito aqui no Brasil com relação a hipnose, muito porque não existia show nesse formato e eu tive que buscar muitas referências de fora. As coisas agora já estão bem diferentes e a receptividade geral é muito maior", relembra o hipnólogo em entrevista ao Viver. Ele lembra ainda como os voluntários precisam estar realmente abertos à hipnose, do contrário a dinâmica não funciona. “Os principais critério são: a pessoa seguir as instruções que são dadas por nós e, sobretudo, ela não resistir à hipnose. Ela precisa estar aberta a ser hipnotizada”, ressalta.

 

"Nossa primeira experiência no Recife foi uma das mais receptivas que tivemos em toda a trajetória do Magicamente. Ficamos muito surpreendidos com a quantidade de voluntário que apareceram para ser hipnotizados e estamos muito felizes em poder voltar. É um espetáculo que está sempre se renovando. Não tem como ele se tornar repetitivo porque em cada apresentação surgem novas situações a partir dessa interação com a plateia. Inclusive é bastante comum que pessoas retornem ao show até mesmo para conseguirem ser escolhidas entre os voluntários para serem hipnotizadas. O nosso objetivo é proporcionar ao público uma viagem inesquecível ao mundo da imaginação, sempre com muita diversão e boas risadas. Fazemos um espetáculo para toda a família", revela André.

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL