Diario de Pernambuco
Busca

Amparo 60 abre temporada 2024 com a mostra "A pintura, a fotografia e o momento eterno"

Francisco Baccaro, Helder Ferrer e Isabela Stampanoni assinam as obras que trabalham o tempo como elemento criativo da pintura e da fotografia. Curadoria da mostra é de Raul Córdula

Publicado em: 01/03/2024 11:38 | Atualizado em: 01/03/2024 11:46

Está aberta, a partir desta sexta (1), a temporada 2024 da galeria Amparo 60. "A pintura, a fotografia e o momento eterno" reúne trabalhos de Francisco Baccaro, Helder Ferrer e Isabela Stampanoni, com curadoria do também artista Raul Córdula. 

A proposta é traçar a relação entre visões contemporâneas sobre o tempo como elemento criativo da pintura e da fotografia, abordando a técnica da rotina fotográfica e a manipulação pictural. A mostra segue até  29 de março de 2024.

A exposição surgiu do diálogo entre Francisco Baccaro e Helder Ferrer, cujo principal suporte de trabalho é a fotografia, com Raul Córdula, artista que atua fortemente no campo da pintura. 

Obra de Hélder Ferrer está na exposição que fica aberta ao público até 29 de março (Helder Férrer/Divulgação)
Obra de Hélder Ferrer está na exposição que fica aberta ao público até 29 de março (Helder Férrer/Divulgação)


Dessa troca, nasceu a ideia de realizar uma mostra que colocasse essas técnicas - vistas, em algum lugar do passado, como rivais - num momento de troca, pensando nas relações possíveis, em como cada uma delas pode se apropriar de elementos que, inicialmente, seriam característicos da outra.

Juntou-se ao grupo a artista Isabela Stampanoni cuja produção se dá majoritariamente no campo da pintura e do desenho, mas que se põe em constante diálogo com outras possibilidades.

“Queremos reafirmar que a fotografia realizada numa relação tempo e espaço, através da pupila diante do panorama, e a captação de imagens a partir de vários meios de produção também estabelece o comentário didático sobre a fatura artística. É importante mostrar ao público acontecimentos do metier do trabalho artístico também como forma de educação para a arte. A pintura se relaciona com o tempo quando se pinta um panorama ao ar livre, onde o tempo geográfico determina a situação da luz, exemplo histórico se vê ainda em Monet, na sequência de pinturas da Catedral de Rouen, pintadas em cada momento da luz durante um dia”, escreve Raul Córdula em seu texto curatorial.

SERVIÇO
A pintura, a fotografia e o momento eterno
Francisco Baccaro, Helder Ferrer e Isabela Stampanoni
Curadoria Raul Córdula
Abertura: 29 de fevereiro de 2023, a partir das 19h
Visitação: De 1 a 29 de março de 2024.
Segunda a sexta, das 10h às 19h
Sábados das 10h às 15h, com agendamento prévio
Galeria Amparo 60 - No 3º andar da Dona Santa (Rua Professor Eduardo Wanderley
Filho, 187 - Boa Viagem, Recife - PE, 51020-170)

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL