Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MÚSICA

Charles Theone faz xote pé de serra com psicodelia setentista em novo single

Publicado em: 02/09/2021 16:07

 (Foto: Max Levay/Divulgação)
Foto: Max Levay/Divulgação

O cantor pernambucano Charles Theone lançou um novo single, Inajá Iê, nesta quinta-feira (2). A canção que retrata a história do compositor e poeta, apresenta um enredo sobre a importância de levar a cultura nordestina pelo mundo, destacando suas belezas, abundância, diversidade e recursos naturais. Inajá Iê é um xote pé de serra ritmado com swing e inspirado na psicodelia dos anos 70 de bandas, como Avé Sangria, do guitarrista Paulo Rafael. "Além disso, esse é um xote inspirado no regionalismo do nosso Rei do Baião, Luiz Gonzaga, e na progressividade do meu mestre Alceu Valença", comemora.

O cantor destaca que a composição é uma homenagem aos seus pais, José Leônidas e Antônia Áurea, e a tudo que faz parte da sua construção de vida como artista. "Nessa canção eu falo da minha trajetória pelo mundo, do amor que eu tenho pelo Brasil e pelo nosso nordeste, por Recife e Olinda e pela minha cidade Inajá, no Sertão do Moxotó. Essa canção é um abraço no meu povo e nas minhas origens", ressalta.

Para o pernambucano é um orgulho poder compartilhar sobre a cultura da sua terra em arte musicada. "Compor e cantar Inajá Iê é um mergulho na minha história e um cheiro na alma do meu povo, é um aboio de agradecimento de onde vim e por tudo que sou", frisa.

Além da canção, o cantor lança no mesmo dia, em seu canal no Youtube, o ClipeDOC de Inajá Iê. Esse é o terceiro trabalho audiovisual da trilogia que possui a estética de filme rural, gravado no Sertão Profundo com direção e fotografia de Max Lavay. O artista revela que a inspiração para a criação da estética do ClipDOC se deu pela vontade de visibilizar a cultura nordestina em seus diversos ângulos. "A criação da estética é registrar em imagem a pluralidade, sabores e cores do nosso povo. É dar voz a simplicidade e valorizar as riquezas do nosso nordeste", finaliza.

Assista:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Após erupção do vulcão Cumbre Vieja, especialistas temem gases tóxicos
Manhã na Clube: Lucas Ramos (Sec. de Ciência e Inovação de Pernambuco) e dr. Catarina Ventura
Na ONU, Bolsonaro diz ser contra passaporte sanitário
Manhã na Clube: Augusto Coutinho, Laurice Siqueira, Frederico Preuss Duarte e Kaio Maniçoba
Grupo Diario de Pernambuco