Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MÚSICA

Brega-funk Som do Paredão, de MC Vertinho, conquista o Brasil após 7 anos

Publicado em: 23/03/2021 18:23 | Atualizado em: 23/03/2021 18:37

MC Vertinho (Foto: Divulgação)
MC Vertinho (Foto: Divulgação)

A viralização de músicas através de coreografias no TikTok e na função Reels do Instagram está apresentando a novas gerações e públicos músicas de diferentes épocas e regiões. O fenômeno ocorreu com Som do Paredão, do pernambucano MC Vertinho, um brega-funk que foi sucesso no estado a partir do final de 2013. Por conta de uma coreografia popularizada pelo dançarino recifense Madson Lima, a canção ganhou alcance nacional e foi publicada por nomes como Whindersson Nunes, Carlinhos Maia, Flayslane, Alê Oliveira, entre outros. O sucesso fez com que Vertinho gravasse um novo clipe para a música na produtora de funk KondZilla, que tem maior canal de música do Brasil.

"Eu estava fazendo trabalhos paralelos, com brega, trap e reggaeton. Do nada, Madson Lima, conhecido como Vovô do Passinho, fez essa coreografia que explodiu e a música voltou", diz Ewerton da Silva Lima (nome de batismo do artista), 25, em entrevista ao Diario. No Recife, Vertinho é sócio do estúdio Nova Atlanta, que está trabalhando com MCs em início de carreira. Ele também é compositor e produtor musical.

"Eu percebi que o negócio estava ficando sério quando chegou no Carlinhos Maia, que é um ídolo. Eu chorei muito quando vi. Foi uma realização. Eu me perguntava se a minha hora nunca ia chegar, mas é tudo no tempo de Deus. Graças a Deus fluiu e realizei um dos meus maiores sonhos, que era gravar na KondZilla", continua o cantor. "Muita gente está impressionada como esse sucesso aconteceu duas vezes. Estão comentando que é o brega-funk do século, pois bombou em duas décadas diferentes".

Natural de Vitória de Santo Antão, MC Vertinho ficou conhecido no Grande Recife com o sucesso Mulher do Patrão, uma parceria com MC Dinho que se tornou um dos primeiros sucessos do brega-funk, ainda 2011, quando o ritmo ainda estava ganhando forma e estética própria. Essa música foi regravada por Wesley Safadão.

"Som do Paredão me levou para o interior de Pernambuco. Eu fiquei muito feliz na época por ficar conhecido na minha terra”, diz o cantor. Na metade da década passada, ele também fez sucesso com faixas como Eu Adoro, Eu Me Amarro e Pumba La Pumba, que soava bastante eletrônica para a época.

"Após Som do Paredão viralizar no Brasil, ficou mais fácil de mostrar novos trabalhos e músicas minhas antigas. Já existe uma Pumba La Pumba Dois, que também era uma música antiga. Também quero lançar trap brega, reggaeton e gravar um DVD. Acredito que consigamos gravar em junho, no São João, caso a pandemia dê trégua. Espero contar com todos os fãs e a família de Pernambuco", finaliza Vertinho.

Assista aos clipes de Som do Paredão:


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Posse e compra de armas de fogo geram polêmica entre autoridades e população
Liberdade de imprensa piora no Brasil de Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/04
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco