Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

CULTURA

Fundarpe abre inscrições para minicurso online do 2º Seminário de Terreiros

Publicado em: 17/02/2021 15:44

Renata Borba, Manoel Papai (babalorixá do Sítio do Pai Adão) e Gilberto Freyre Neto em 2019 (Foto: Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe)
Renata Borba, Manoel Papai (babalorixá do Sítio do Pai Adão) e Gilberto Freyre Neto em 2019 (Foto: Jan Ribeiro/Secult-PE/Fundarpe)

O 2º Seminário Patrimonialização e Musealização de Bens Culturais de Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, também chamado de Seminário de Terreiros, está com inscrições abertas para um minicurso sobre inventário de acervos. O evento acontece de 1º a 5 de março, com programação on-line transmitida pelo canal do YouTube da Secult-PE/Fundarpe, órgão que promove a atividade em parceria com entidades ligadas ao tema. A agenda inclui ainda rodas de conversa e até uma visita guiada virtual à Comunidade do Ilê Axé Oya Megue, conhecida como Terreiro da Nação Xambá. A participação pode ser solicitada aqui: http://bit.ly/3t1R5RA

Na edição deste ano, a organização precisou abrir mão dos encontros presenciais, por causa da pandemia da Covid-19. Com as mesas e as lives abertas ao público geral pela internet, a necessidade de inscrição será apenas para o minicurso que acontece nos dias 4 e 5 de março, das 14h às 16h. O tema será Inventário de Acervos de Terreiros, com aulas ministradas por Shari Almeida (museóloga do Iphan-PE) e Daiane Carvalho (museóloga do Museu da Abolição e do Instituto Brasileiro dos Museus). São 30 vagas e os encontros acontecem pela plataforma Google Meet.

"Inicialmente, o seminário aconteceria em agosto do ano passado, durante a Semana do Patrimônio, e seria realizado no Terreiro da Nação Xambá, em Olinda. Mas, em função das medidas de distanciamento social como prevenção da Covid-19, o evento foi adaptado para acontecer pela internet, o que também ajudou a ampliar a programação, trazendo a participação e experiências de outros terreiros de Pernambuco e de outros estados", afirmou Marcelo Renan, coordenador de Patrimônio Imaterial da Fundarpe.

O II Seminário Patrimonialização e Musealização de Bens Culturais de Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, ou Seminário de Terreiros, é promovido pela Secult/Fundarpe, em parceria com o Iphan, Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural e os terreiros Ilê Obá Ogunté (Sítio de Pai Adão), Ilê Axé Oya Megue (Xambá), e Ilê Obá Aganju Okoloya (Mãe Amara).
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
De 1 a 5: saiba qual é seu perfil profissional e como tirar o máximo proveito dele
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 01/03
Doença da urina preta: síndrome rara pode levar à UTI
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco