Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

FOLIA

Carnaval da Fundaj terá duas exposições, concurso de frevo, filmes online e oficina

Publicado em: 05/02/2021 18:33 | Atualizado em: 05/02/2021 18:33

Centenário de Antônio Maria e exposição La Ursa integram a programação (Foto: Instituto Moreira Salves e Fundação Joaquim Nabuco/Divulgação)
Centenário de Antônio Maria e exposição La Ursa integram a programação (Foto: Instituto Moreira Salves e Fundação Joaquim Nabuco/Divulgação)

A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), instituição vinculada ao Ministério da Educação (MEC) em Pernambuco, realizará o Carnaval de Todos os Tons, com programação entre os dias 8 e 17 de fevereiro. Organizada pela Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Dimeca), a grade reunirá as exposições Carnaval: Nassau, frevo, cana e cajuLa Ursa, o Concurso Nordestino de Frevo, exibição de filmes temáticos no site da  Cinemateca Pernambucana e oficina de fantasia de papel. Os homenageados são o cronista Antônio Maria, que terá centenário comemorado em 17 de março, e o Maestro Duda, que terá sua dedicação ao ritmo reconhecida no concurso citado. A programação exibida no Youtube e nas redes da Fundaj, exceto as exposições, que ocorrem no Shopping Recife e no Museu Homem do Nordeste.

"Uma das festas mais aguardadas ao longo de todo o ano, o Carnaval cumpre um papel fundamental para a saúde mental, a sociabilidade, a economia e a manutenção de manifestações. É um orgulho para esta Casa, comprometida com a memória e a cultura, manter de forma segura tradições que são tão fortes no Nordeste e no País", reflete o presidente da Fundaj, Antônio Campos. Confira os detalhes da programação:

100 anos de Antônio Maria
Por conta do centenário, o principal tributo será dedicado ao cronista, comentarista esportivo e compositor pernambucano Antônio Maria (1921 - 1964). "O centenário dele está próximo e ninguém está falando disto. Antônio Maria é um nome importante. Se fossemos fazer uma lista de 100 músicas de Carnaval, pelo menos quatro composições dele estariam", justifica Mário Hélio, diretor da Dimeca. É de autoria do cronista as composições de Frevo nº 1, nº 2 e nº 3, dedicados ao Recife em tom nostálgico. Antônio Maria faleceu aos 43 anos, de um problema cardíaco.

Concurso de frevo
Já o Maestro Duda terá os seus 71 anos de dedicação ao frevo celebrados na premiação em sua homenagem. O Concurso Nordestino de Frevo - Homenagem ao Maestro Duda terá seis categorias e 12 contemplados: Melhor Frevo de Rua, Melhor Frevo de Bloco e Melhor Frevo Canção, Melhor Intérprete, Melhor Arranjo e Hino da Turma da Jaqueira Segurando o Talo. Os valores das premiações são de R$ 4 mil a R$ 10 mil. O edital será disponibilizado na página da Fundação, no endereço www.fundaj.gov.br, com prazo de inscrição até 12 de junho e resultado no Dia Nacional do Frevo, em 14 de setembro. Para participar, o candidato deverá residir em um dos nove estados do Nordeste.
 
Exposição de "Carnaval: Nassau, frevo, cana e caju"
Com base nos acervos do Centro de Documentação de Estudos da História Brasileira (Cehibra) e do Museu do Homem do Nordeste (Muhne), duas exposições serão lançadas. Os desenhos de fantasias criadas pelo artista plástico Manoel Bandeira (1900—1964), no fim da década de 1930, poderão ser conferidos dos dias 8 a 17 de fevereiro, no Piso 1 do Shopping Center Recife, em Boa Viagem. 

Com curadoria de Rita de Cássia e Rodrigo Cantarelli, os croquis exibidos na mostra foram publicados no Anuário do Carnaval Pernambucano, que compõe a coleção do Cehibra, e aludem a figuras da história e elementos da fauna e flora associados à indústria e agroindústria locais. Além dos painéis, com desenhos e textos curatoriais, o público poderá conferir partituras, como a do Hino do Vassourinhas.
 
Exposição da "La Ursa"
Explorando as possibilidades das redes, o Museu do Homem do Nordeste lança a exposição La Ursa, também no dia 8, com curadoria de Antônio Montenegro. Diversos registros do acervo do Cehibra em que personagem e a brincadeira têm destaque integram a montagem audiovisual que será vinculada às redes sociais da Casa. Um vídeo-performance com trilha incidental também foi produzido e conta com o arte-educador Cleyton de Melo Nóbrega sob a forma de brincante.

Também nas redes sociais o público infantil confere, no mesmo dia, a oficina preparada pela Coordenação de Ações Educativas do Muhne. Em diálogo com a exposição de desenhos de fantasias do artista plástico Manoel Bandeira, a meninada vai aprender a confeccionar fantasias de papel. O tutorial online contará com a facilitação do arte-educador Emerson Pontes.

Cinema
A Cinemateca Pernambucana preparou uma Mostra de Carnaval. Todos os filmes que abordam a temática estarão disponíveis em uma sessão especial, na home do site www.cinematecapernambucana.com.br. Com curadoria da coordenadora do Cinema da Fundação e da Cinemateca Pernambucana, Ana Farache, o público irá conferir títulos documentais como Olha o Frevo (1970), no qual o diretor Rucker Vieira passeia pela história e tradição do ritmo no seu estado de origem. Quatro décadas depois, a documentarista Dea Ferraz reúne a nata em Sete Corações (2014), do Maestro Duda ao Maestro José Menezes (em memória).

SERVIÇO
Fundaj apresenta Carnaval de Todos os Tons
Data: 8 a 17 de fevereiro
Onde:

Presencial
Exposição Carnaval: Nassau, frevo, cana e caju
Shopping Center Recife - Piso 1
 
Virtual
Filmes: cinematecapernambucana.com.br
YouTube: fundacaojoaquimnabuco
Instagram: museudohomemdonordeste

TAGS: fundaj | carnaval |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 03/03
Secretários estaduais de Saúde pedem mais rigor nas medidas de restrição contra Covid-19
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 02/03
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco