Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

CULTURA POPULAR

Patrimônio vivo de PE, Gonzaga de Garanhuns inaugura espaço cultural com reisado e cordel

Publicado em: 07/01/2021 16:07

Espaço Cultural Gonzaga de Garanhuns conta com uma parte do acervo de cordéis do artista (Foto: Caio Pessoa/Divulgação)
Espaço Cultural Gonzaga de Garanhuns conta com uma parte do acervo de cordéis do artista (Foto: Caio Pessoa/Divulgação)


Em outubro de 2020, o município de Garanhuns, no Agreste, ganhou um novo centro cultural. Ele foi inaugurado sem alarde, em parte pelo foco da sociedade no coronavírus e também por não ser um equipamento ligado ao poder público. O Espaço Cultural de Gonzaga de Garanhuns, do mestre de reisado e cordelista que é considerado Patrimônio Vivo de Pernambuco, foi uma iniciativa do artista ao lado do filho, Clodoaldo Lima. O espaço fica no número 1417 da Rua da Liberdade, no bairro de Heliópolis, e por enquanto recebe visitantes com agendamentos prévios, devido à pandemia, pelo telefone (87) 98175-1902.

O Espaço Cultural de Gonzaga de Garanhuns possui uma exposição de grande parte dos cordéis do artista, incluindo o primeiro (Lampião e Serrinha, de 1973) até aqueles que foram traduzidos para o holandês e espanhol. Também estão lá as peças feitas para a folia de reis e uma sala para exibir vídeos educativos sobre essas manifestações. O espaço ainda conta com uma coleção de miniaturas de automóveis, feitas por Clodoaldo, que conta a história do transporte público de Pernambuco. Os visitantes ainda podem saborear bebidas artesanais de uma bodega. O espaço conta com uma caixinha para colaborações. Por enquanto, quem cuida do aluguel e demais despesas é Clodoaldo, embora já existam conversas sobre patrocínio.

“Eu sempre lutei para a cultura de Garanhuns ser ativa”, diz Luiz Gonzaga de Lima. “Eu comecei no reisado em 1955, quando ainda era garoto, motivado pelo reisado da zona rural da cidade. Eu fui levando isso em frente, conheci outros mestres que me ensinaram mais. Pouca gente quis levar para frente. Também tenho 45 anos no cordel, já produzi 350 títulos. Essas duas linguagens são destaques da nossa região. Conseguimos esse espaço graças ao incentivo do meu filho. Estamos levando a nossa cultura, deixando disponível não só na nossa cidade, mas também para todo o estado e também a região.”

Fachada do Espaço Cultural Gonzaga de Garanhuns (Foto: Caio Pessoa/Divulgação)
Fachada do Espaço Cultural Gonzaga de Garanhuns (Foto: Caio Pessoa/Divulgação)


O mestre recebeu o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco pelo governo do estado, através da Secretaria Estadual de Cultura e da Fundação de Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), em 2018. “Após 11 anos de luta, fui agraciado. E estou aqui, não devo relaxar. Sou Patrimônio Vivo? É aí que devo segurar mesmo a cultura perante o povo, para que o nosso povo sinta mais a nossa cidade. É o desejo da minha vida, junto com a cultura, o reisado e a literatura de cordel”, afirma Gonzaga. “Eu tenho recebido alguns alunos. Realizamos oficinas de literatura, para não deixar a cultura morrer. Formei gente, novos poetas e agora estamos aí.”

Clodoaldo Lima explica sobre a coleção de miniatura dos ônibus. “O setor do transporte público de Garanhuns tem a ver com o do Recife. Antes aqui não tinha sistema de ônibus, passou a ter um sistema particular com ônibus usados que vinham do Recife. Por conta disso, tenho aqui miniaturas de alguns modelos que não existem mais. São miniaturas feitas em madeira e fotografias.”

O filho do mestre Gonzaga também comenta que o pai sempre teve a vontade de possuir um lugar para fazer as suas obras, escrever e deixar materiais expostos. “Alugamos essa casa atual para fazer isso. Convidei uma colega minha, Claudia Malta, para ajudar na organização. A minha ideia era que ele pudesse escrever e receber visitas, mas tomou uma dimensão grande. Começaram a aparecer muitos jornalistas”, explica Clodoaldo. “Foi tudo eu mesmo que tirei do meu próprio bolso. Já fomos procurar alguns patrocinadores, mas infelizmente não sinalizaram nada. Só agora estão começando a aparecer alguns.”

Ainda não existe uma sinalização concreta de apoio da gestão municipal. O prefeito recém-eleito é Sivaldo Albino (PSB), que substituiu Izaías Régis Neto (PTB). “Se o município achar que deve colaborar, tudo bem. Por enquanto estamos aqui, aos trancos e barrancos”, diz Clodoaldo. Gonzaga de Garanhuns é otimista e acredita que, em breve, o poder público olhará para o espaço.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 21/01
Variante britânica do coronavírus continua a se espalhar pelo mundo
Enem para todos com o professor Fernandinho Beltrão - Genética do sangue
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco