Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MERCADO

ONErpm abre escritório do Norte e Nordeste no Recife

Publicado em: 12/01/2021 09:15 | Atualizado em: 12/01/2021 14:12

Pepeu Nascimento com placa disco de platina duplo da ONErpm, Julian Lepick e Jorge Music (Foto: Emannuel Bento/DP)
Pepeu Nascimento com placa disco de platina duplo da ONErpm, Julian Lepick e Jorge Music (Foto: Emannuel Bento/DP)

A ONErpm, desenvolvedora artística internacional especializada na distribuição e no engajamento digital da música em plataformas de streaming, aportou no Recife há cerca de três meses. Localizado no bairro da Várzea, na Zona Oeste da capital pernambucana, o novo escritório é responsável pela gestão do repertório e pela captação de novos artistas de todo o Norte e Nordeste do Brasil. Um dos principais motivos da vinda foi o êxito do brega-funk, ritmo nascido no Grande Recife que conseguiu capilaridade nacional a partir de 2018. A localização na Várzea é estratégica: também é lá que ficam as sedes da Pro-Rec, maior produtora audiovisual da cena, e da Brega Inn Funk, de gerenciamento artístico.

Além do Recife, as demais sedes da ONErpm no Brasil ficam em São Paulo e no Rio de Janeiro. Quem explica as motivações da vinda da empresa, criada nos Estados Unidos por Emmanuel Zuzn há dez anos, é Julian Lepick, gerente de marketing do novo escritório. "Nós estávamos olhando para o Nordeste há alguns anos. Vimos que o mercado do streaming vinha crescendo muito aqui, o que demandava uma atenção maior. Inicialmente isso se deu pela explosão do brega-funk, em 2019. Nós acompanhamos Thiago Gravações, MC Tróia, Tropa Produtora (de Shevchenko e Elloco), entre outros nomes que nos fizeram ter esse direcionamento para o Recife", diz Julian, que também é o especialista em música regional da desenvolvedora.

Além do brega-funk, outro ritmo nordestino que tem surpreendido pelo desempenho no streaming desde o ano passado é o forró e suas variações - a exemplo do piseiro, que é a principal tendência da atualidade. "Com a ajuda dos artistas, estamos conseguindo entender o mercado digital desse contexto regional. No ano de 2020, todos os gêneros nordestinos emplacaram sucessos nas paradas do streaming: arrocha, arrochadeira, forronejo, forró de favela, entre outros. O Brasil olhou para o Nordeste e o Nordeste olhou para o Brasil”, continua Julian, que é mineiro, mas morava em São Paulo antes de se mudar para o Recife.

Jorge Music, responsável por captação de novos talentos, e Julian Lepick, gerente de marketing (Foto: Emannuel Bento/DP)
Jorge Music, responsável por captação de novos talentos, e Julian Lepick, gerente de marketing (Foto: Emannuel Bento/DP)

Exceto o gerente de marketing, todos os outros profissionais do escritório são pernambucanos. Quem cuida do setor de captação de artistas é Jorge Music, que também é cantor, compositor e produtor musical. "Existem artistas que não sabem o caminho certo, até alguns com certo nome, mas que nunca foram atrás de uma desenvolvedora. Nós entregamos essas soluções. Nós vamos atrás de artistas, mas eles também vêm até nós. Como faço para subir a música? Assinar o contrato? São perguntas frequentes", diz Jorge.

Nando Cordel, MC Tróia, VT e os Neiff, Shevchenko e Elloco, Banda Sentimentos, Priscila Senna, MC Leozinho do Recife são alguns dos artistas pernambucanos que possuem contrato com a ONErpm. Indo para o Nordeste, ainda existem nomes como Calcinha Preta, Cavaleiros do Forró, Elba Ramalho, Dorgival Dantas, Ara Ketu, Bell Marques, Luan Estilizado, entre outros. 

Em novembro de 2020, a ONErpm expediu a sua primeira placa de disco de platina duplo (para canções com mais de 318 milhões de reproduções) para um pernambucano. Foi Vytinho NG, de 15 anos, pela música Tudo no sigilo, parceria com MC Bianca. "Foi uma marca muito expressiva. Se não tivéssemos a desenvolvedora para tomar conta, nem teríamos noção do alcance do nosso trabalho”, diz Pepeu Nascimento, empresário de Vytinho e um dos sócios da produtora Brega Inn Funk. "Com Tudo no sigilo nem foi algo regional, mesmo que a ONErpm esteja chegando aqui agora. Foi uma repercussão mundial, com mais de 100 países ouvindo a música."

De acordo com o empresário, a vinda da ONErpm para a cidade fortalece laços entre artistas e a desenvolvedora. "Hoje, nós já entramos em estúdio e sinalizamos para a ONE. Eles conseguem destaques, arrumam parcerias de divulgação. Isso é muito bom para o movimento brega-funk, porque mostra a força que nós temos e como estamos sendo vistos lá fora", finaliza Pepeu.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/01
Técnica em enfermagem é a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 em Pernambuco
Enem para todos com Fernandinho Beltrão #126 Introdução ao Reino Protista #127 Classificação
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 18/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco