Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MÚSICA

Combo X faz parceria com Valdi Afonjah, referência da música negra em PE

Publicado em: 06/01/2021 17:10

Gilmar Bolla 8 e Valdi Afonjah (Foto: Divulgação)
Gilmar Bolla 8 e Valdi Afonjah (Foto: Divulgação)

"Não tem auxílio emergencial que cure a usura do pecado capital". Esta linha foi o pontapé do single Seguindo pela estrada iluminada, uma parceria do Combo X, de Gilmar Bolla 8 e Bactéria, e Valdi Afonjah, um dos pioneiros do reggae e da música negra no Recife. Composta de frente ao computador, através de trocas de mensagens entre os confinados Gilmar Bolla 8 e Valdi Afonjah, a música é marcada por um reggae com toques de hip hop, percussão e experimentações eletrônicas. A faixa chegou nas plataformas de streaming em dezembro.

"Um dia no estúdio mandei uma mensagem para o Valdi e começamos uma conversa sobre a Jamaica e a minha vontade de tocar lá com o Combo X. Comentei o quanto sou fã do Sizzla (músico jaimaicano). Valdi lembrou que nas suas viagens à Jamaica apresentou da Lama ao Caos (Chico Science e Nação Zumbi) e os músicos que estavam na hora pediram para ficar com o álbum. Aí, ele lançou o desafio para o Combo X gravar um reggae e eu aceitei na hora", lembra Gilmar. "Alguns minutos depois recebi uma letra e ele pediu que eu colaborasse. Escrevi umas rimas e mandei de volta. Ainda no mesmo dia, finalizamos a letra trocando algumas mensagens", resume.

Com a letra em mãos, foi a hora de convocar Bactéria que começou a experimentar nas melodias e fez a base dos arranjos. O single conta ainda com a colaboração de Thiago Brandão (guitarra e programações), Rinaldo Carimbó (percussão) e Izídio Lê (sopros). “Queríamos ir além do reggae e flertar com o hip hop, com a música negra e os ritmos pernambucanos. Acho que conseguimos”, conclui Bactéria. O resultado foi uma canção contagiante e envolvente, que chega a parecer um mantra mesmo tratando de questões políticas e de sobrevivência. A capa do é disco é assinada por Renê Nascimento traz uma nota de 200 reais com um caranguejo e uma antena ao lado do lobo guará. 

Ouça a canção: 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com o professor Fernandinho Beltrão - Genética do sangue
Variante britânica do coronavírus continua a se espalhar pelo mundo
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/01
Técnica em enfermagem é a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 em Pernambuco
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco