Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

PATRIMONIO

Fechado há 40 anos, Cine Olinda pode retornar com gestão da Fundaj

Publicado em: 05/11/2020 13:28 | Atualizado em: 05/11/2020 16:04

O Cine Olinda fica no bairro do Carmo, no Sítio Histórico de Olinda (Foto: André Dib/Divulgação)
O Cine Olinda fica no bairro do Carmo, no Sítio Histórico de Olinda (Foto: André Dib/Divulgação)


A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) informou, nesta quinta-feira (5), que deu o primeiro passo para reativar um importante cinema de rua pernambucano, o Cine Olinda, localizado no bairro do Carmo. Em ofício enviado à Prefeitura de Olinda nesta quinta, o presidente da Fundaj, Antônio Campos, colocou à instituição à disposição para gerir o equipamento cultural, que está fechado há mais de 40 anos.

Um ofício foi endereçado ao prefeito Professor Lupércio (Solidariedade), que faz campanha pela reeleição, e ao secretário de Patrimônio e Cultura, João Luis da Silva Júnior. O documento esclarece que, havendo interesse da gestão municipal olindense, a Fundaj iniciará de imediato os estudos técnicos e financeiros para viabilizar um projeto, mediante a  assinatura de protocolo de cessão para a gestão do espaço.

"A Fundaj tem tradição de 20 anos de gestão de cinema, com dois em funcionamento e tendo assumido, recentemente, o Cinema do Porto Digital, que abrirá ao público em dezembro. Temos equipe especializada para assumir esse desafio", afirmou Antônio Campos, em nota divulgada à imprensa.

Para a diretora do Cinema da Fundação, Ana Farache, o retorno do cinema seria a concretização de um projeto antigo para cidade de Olinda. "É um passo muito grande que Fundação estaria dando pra incrementar o audiovisual em Pernambuco. Morei por anos em Olinda, entre 1976 e 1991. Nessa época participei de diversos movimentos para reabrir o cinema. Seria chamado Cine Bajado, em homenagem a ao artista que contribuiu muito pra ele. Colocar ele pra funcionar seria a realização de um sonho".

Segundo ela, primeiro a Prefeitura precisa acatar o pedido para gestão da Fundação, em seguida, a instituição coordenaria a avaliação de questão do estado da estrutura, além de mobiliar e garantir os equipamentos do funcionamento do cinema. Além da proposta do Cine Olinda, a Fundaj anunciou recentemente que irá gerir o Cinema do Porto Digital. A sala localizada no Bairro do Recife ainda não tem data para receber público, mas já foi inaugurada em evento restrito, realizado na última terça-feira (3).

UMA BREVE HISTÓRIA
O Cine Olinda foi inaugurado em 1911, na época com o nome Cine Theatro de Variedades. Na década seguinte, adquiriu o atual nome com a administração do Coronel Victor José Fernandes. Em 1932, o artista plástico olindense Bajado foi contratado para pintar cartazes do cinema, sendo logo promovido a gerente. A relação de Bajado com o espaço durou até 1965.

Após esse período, o equipamento cultural deixou de ser usado como cinema para funcionar como depósito de açúcar, boliche e alojamento para desabrigados. Ele para de funcionar totalmente na década de 1970. A área foi desapropriada pelo então prefeito Germano Coelho, em 1979. Nos anos 1980, a gestão municipal chegou a "ensaiar" uma retomada com o nome de Cine Bajado, uma homenagem ao artista que outrora atuou no espaço. O movimento não andou e o cinema segue sem atividade.

Cine Olinda foi ocupado em setembro de 2016. (Foto: Roberto Ramos/DP )
Cine Olinda foi ocupado em setembro de 2016. (Foto: Roberto Ramos/DP )


Há quatro anos, surgiu o movimento #OcupeCineOlinda. Com feira de arte e cerveja artesanal, o evento tinha como objetivo discutir propostas concretas para a recuperação do estabelecimento, o que não aconteceu. Um dos objetivos foi a criação de um comitê gestor compartilhado para viabilizar sessões continuadas e acompanhamento da reforma. Em 30 de setembro de 2016, cerca de cem pessoas arrancaram os tapumes e invadiram o espaço, mas foram retirados pela Guarda Municipal.
TAGS: cine olinda | fundaj |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 25/11
Vacina russa afirma ter 95% de eficiência
ONU condena racismo estrutural no Brasil
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/11
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco