Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

ARTE

Mercado Eufrásio Barbosa abre chamada pública para ocupação de salas de exposição

Publicado em: 05/10/2020 16:43

As inscrições estão abertas a partir desta segunda-feira (5) e seguem até 04 de novembro (Foto: Hesíodo Góes/Divulgação)
As inscrições estão abertas a partir desta segunda-feira (5) e seguem até 04 de novembro (Foto: Hesíodo Góes/Divulgação)

O Centro Cultural Mercado Eufrásio Barbosa, em Olinda, abriu, nesta segunda-feira (5), um chamamento público para ocupação das salas de exposição. A ocupação visa o incentivo à prática de artes visuais no Estado, além de apresentar e divulgar a produção artística local, além de ampliar o acesso dos artistas à exposição em espaços públicos. Serão selecionados dois projetos para ocupação das galerias 1 e 2. O equipamento é composto ainda pelo Museu do Mamulengo, Teatro Fernando Santa Cruz, livraria da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) e loja do Centro de Artesanato de Pernambuco.

Os projetos podem ser individuais ou coletivos, podendo participar artistas e curadores, com propostas na área de pintura, desenho, gravura, escultura, fotografia, vídeo, instalação, arte sonora e artes integradas. Os inscritos deverão ser pernambucanos ou residentes em Pernambuco há pelo menos 6 meses, ou possuir o título de cidadão pernambucano concedido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Cada proponente pode apresentar até dois projetos, mas apenas um pode ser selecionado para a exposição. As inscrições são gratuitas e deverão ser realizadas até as 23h59min do dia 4 de novembro de 2020, exclusivamente no e-mail contato@mebaddiper.pe.gov.br e identificados pelo assunto CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2020 OCUPAÇÃO SALAS DE EXPOSIÇÃO MEB. A divulgação do resultado acontecerá em 17 de novembro.

Os selecionados receberão respectivamente R$ 8 mil pela ocupação da Galeria 1 e R$ 6 mil pela ocupação da Galeria 2. A premiação será entregue na abertura da exposição. "Além do prêmio, o artista ou coletivo selecionado poderá vender as obras expostas, o que faz com que o edital funcione também como um meio de viabilizar a produção dos artistas, incentivando o mercado das artes no Estado", explicou Maria Eduarda Belém, coordenadora do Centro Cultural Mercado Eufrásio Barbosa.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista João Campos (PSB)
Rhaldney Santos entrevista o engenheiro Celso Cunha
Rhaldney Santos entrevista Victor Assis (PCO)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #177 - Peixeis ósseos e cartilaginosos
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco