Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Música

Ivete Sangalo estreia como diretora em clipe para amenizar tempos difíceis

Publicado em: 02/10/2020 11:25 | Atualizado em: 02/10/2020 12:00

 (Foto: Rafael Mattei/Divulgação)
Foto: Rafael Mattei/Divulgação

Ivete Sangalo lançou, nesta sexta-feira (2), o clipe do single Dura na Queda, gravado durante o período de reclusão da cantora na Praia do Forte, localizada a 79 quilômetros de Salvador, na Bahia. A cantora estreou como diretora em um clipe no qual canta e pedala pelas paisagens do litoral baiano, transmitindo um sentimento de acalento diante das dificuldades enfrentadas pelo país durante a pandemia do coronavírus. “Coloca o mundo no mudo/ No modo avião/ (...) Se quiser ficar avisa/ Cê pode ficar a vida toda/ E olha que eu sou dura na queda”, diz a composição, assinada pelos irmãos Rodrigo e Diogo Melim.

Na noite da quinta-feira (1), Ivete realizou uma coletiva com diversos veículos do país, incluindo o Diario de Pernambuco, para falar sobre o lançamento e algumas outras questões da carreira. "A direção veio mais uma necessidade. Eu tenho o privilégio de poder evitar sair. Achei essa música uma delícia, muito leve, então o clipe não poderia ser uma superprodução", disse Ivete, logo no começo da conversa. "Estamos vivendo um momento de autoconhecimento, quando buscamos um lugar de conforto para nós e é isso que temos no clipe. Existe uma ideia de voyeur, de pessoa que está assistindo e viajando conosco. Eu peguei uma bike e usamos a luz natural. As imagens ficaram lindas, mesmo com um cenário de simplicidade. É um processo de busca por nós mesmos e ter um momento mais íntimo."

Confira o clipe e alguns tópicos abordados na coletiva:


Período da pandemia
Na minha vida inteira, nunca fiquei seis meses dentro de casa. Cada um teve a sua ideia para driblar esse momento. Eu fiz duas grandes lives e outras de forma mais caseira. O nosso papel se revelou muito fortemente no momento da pandemia, pois nós artistas levamos um acalanto, entretendo as pessoas de suas casas. O entretenimento será a última fatia do bolo no retorno, o que é completamente compreensível. Eu torço para que consigamos voltar o quanto antes.

Carnaval
Não dá para abrir exceção para uma festa que é a que mais aglomera. Seria muito irresponsável falar "vá à rua". Eu acho que existem pessoas com capacidade de discernimento e compressão, que devem nos acenar quando for possível com a segurança de todos. Não é justo que eu esteja cercada com toda a segurança e o público não. Acho que vamos ter que respirar fundo, guardar essa energia. Mas também, quando tiver carnaval, pelo amor de Deus… (risos).

Música do Carnaval
Eu estive pensando nisso. Tive uma noite de composição e fizemos cinco músicas massas, incluindo uma música que eu assumo como uma das minhas preferidas. Lançar música de carnaval sem carnaval é dizer ao tempo que agora é a hora do carnaval, mas no nosso tempo emocional, na nossa cronologia do amor. Eu tenho que marcar esse terreno. A gente vai fazer uma música de carnaval. O carnaval não existe como festa, mas existirá como sentimento.

Melim e futuros projetos
A minha relação com eles vem desde o SuperStar. Eu me recordo muito da sintonia deles., que são bons compositores. Como eles organizam aquilo, criou-se uma personalidade de energia leve. Eu sou uma pessoa muito leve. Já estive com eles em Sinal e o encontro gerou uma fomentação de coisas novas. Todas eram muito boas. Foi um fio da meada. Eu estou muito feliz porque essa música é gostosa. O single pode sim se transformar em um álbum. Eu tenho uma relação fortíssima com o álbum físico. E também desejo fazer um DVD mais recluso, sem ser uma grande multidão como no mais recente.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Rhaldney Santos entrevista Dra. Larissa Ventura, oftalmopediatra
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco