Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

POESIA

Cacá Lopes representa PE em festival de poesia reconhecido pela Unesco

Publicado em: 14/10/2020 15:42

 (Foto: Twitter/Reprodução)
Foto: Twitter/Reprodução

O poeta, cantor, compositor, cordelista e educador popular Cacá Lopes representará o estado de Pernambuco na 13ª edição do Festival de Poesia, realizado no interior de São Paulo pela ONG Usina de Sonhos. O evento terá o tema Poesia, a arte do encontro, com realização através de um webinar que reunirá artistas de diversas regiões nesta sexta-feira (16). O evento é aberto e estará disponível através das redes @instituto_usina_de_sonhos (Instagram), Instituto Usina de Sonhos (Youtube) e Usina de Sonhos (Facebook).

Formado em Letras, Cacá Lopes tem sido fomentador de duas expressões culturais que são referências em sua arte: o cordel e o forró. Como cidadão, tem militado em prol da inclusão de pessoas com deficiências. Ele sofreu paralisia infantil aos 2 anos e perdeu os movimentos do braço esquerdo. Apaixonado pelo violão desde criança, Cacá aprendeu tocar com apenas três dedos da mão direita e hoje vive exclusivamente de sua arte.

Em sua 13ª edição, o Festival de Poesia reunirá pela primeira vez artistas dos 26 estados brasileiros e o Distrito Federal, que participarão do evento por meio de webinares. Ao final do Festival, as poesias serão reunidas para posterior lançado de um livro.

"Acredito que a poesia é um caminho para o resgate dos sonhos, da ternura e da esperança. E que é o caminho para a transformação humana, ao expressar o afeto, a generosidade e a paz", afirma José Eduardo Mendes Camargo, idealizador e fundador da ONG Usina de Sonhos, responsável pelo Festival e por outras iniciativas ligadas à produção literária com foco em poesia em Dois Córregos.

Fundada em 1995, a Usina de Sonhos foi reconhecida pela UNESCO, órgão das Nações Unidas para o Desenvolvimento da Cultura, e está presente em escolas públicas e particulares de Dois Córregos, por meio da adesão a concursos de poesias; nas indústrias, onde funcionários são estimulados a produzir poesias e participar de concursos culturais; na penitenciária feminina, contribuindo com a auto-estima e a solução de conflitos entre as mulheres encarceradas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Rhaldney Santos entrevista Dra. Larissa Ventura, oftalmopediatra
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco