Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

artes plásticas

Galeria Amparo 60 lança plataforma digital para venda e exibição de obras

Publicado em: 01/06/2020 15:27 | Atualizado em: 01/06/2020 15:35

O site tem a proposta de trazer um recorte de obras com valores mais acessíveis, que possam ser adquiridas por jovens colecionadores  (Foto: Reprodução/Internet)
O site tem a proposta de trazer um recorte de obras com valores mais acessíveis, que possam ser adquiridas por jovens colecionadores (Foto: Reprodução/Internet)
A pandemia do novo coronavírus tem provocado sérios impactos nas produções culturais brasileiras. Pensando nisso, a galeria recifense  Amparo 60, decidiu lançar uma plataforma on-line de exibição e venda de obras de arte pertencentes ao catálogo da instituição. O site está no ar, em regime de soft open. Para acessar, clique aqui. A ferramenta já era desejo antigo da galerista Lúcia Costa Santos que resolveu antecipar os planos diante da pandemia que levou ao fechamento da galeria que funciona no Edifício Califórnia, em Boa Viagem.

"Queríamos ampliar nossa rede de contatos através das redes sociais, incentivar o surgimento de novos e pequenos colecionadores. A proposta da galeria on-line surgiu com a ideia de ampliar o campo de atuação da Amparo 60, quebrando as barreiras do espaço físico, tornando a arte mais acessível, chegando num público maior", explica a galerista Lúcia Costa Santos. A plataforma digital já estava sendo desenvolvida há alguns meses pela equipe da Amparo. "Estávamos pesquisando e nos assessorando com pessoas da área. Em março, veio a pandemia e corremos para fazer esse lançamento. Os artistas do casting ajudaram muito a montar essa força tarefa para dar conta desse momento de emergência”, conta. 

De acordo com ela, a galeria seguirá tendo seu espaço físico, mas a internet é o único canal de contato com os clientes disponível neste momento. "Vamos ampliar bastante nossos contatos através das redes e da plataforma de venda e continuar pesquisando como podemos atender bem os nossos clientes nesses canais e também chegar a uma nova cartela de colecionadores", pontua Lúcia.

Estão disponíveis no site obras dos artistas da casa: Clara Moreira, Derlon, Marcelo Silveira, Lourival Cuquinha, Eduardo Sued, Fefa Lins, Fernando Augusto, Alice Vinagre, Francisco Baccaro, José Guedes, Gilvan Barreto, Isabela Stampanoni, José Paulo, Célio Braga, Márcio Almeida, Maritza Caenca, Rammon Vieitez, Juliana Lapa, Luiz Hermano, Rodolfo Mesquita a e Rodrigo Braga. Em médio prazo, a ideia é trazer trabalhos de artistas que não fazem parte do casting para integrar a plataforma. 

Reunindo fotografias, gravuras e trabalho em demais linguagens artísticas contemporâneas, o site tem a proposta de trazer um recorte de obras com valores mais acessíveis, que possam ser adquiridas por jovens colecionadores e pessoas que começam a se interessar por arte contemporânea. “Acho que estamos entrando num espaço do mercado ainda pouco explorado no Brasil. São poucos os sites de comercialização focados em arte contemporânea”, destaca a galerista.

De acordo com Lucia Santos, assim como outros setores, o da arte está sendo duramente impacto pela pandemia. Artistas e galeristas sofrem com a estagnação de um mercado que, mesmo antes da pandemia, não estava no seu melhor momento. Por isso, a necessidade de apostar em novas possibilidades e arranjos. "Fico muito preocupada com a classe. Vamos todos sofrer por um tempo. Porém, uma coisa é certa: a arte sobreviverá. Não há como não sobreviver".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: segunda onda da pandemia, drones na eleição e campanha sem aglomeração
Rhaldney Santos entrevista João Paulo (PCdoB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Rhaldney Santos entrevista Dr Carlos Romeiro, ortopedista
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco