Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

PANDEMIA

Artistas recriam capas de álbuns de bandas para promover distanciamento social

Por: FolhaPress

Publicado em: 31/03/2020 15:36 | Atualizado em: 31/03/2020 16:01

 (Foto: Instagram / Reprodução)
Foto: Instagram / Reprodução


Visando promover o distanciamento social em meio à pandemia de coronavírus, o brasileiro Beto Fernandez e o espanhol Paco Conde se juntaram para criar o projeto #6feetcovers, que recria capas de discos famosos de artistas, distanciando-os nas imagens.

"Abbey Road", dos Beatles, e "Queen II", da banda de Freddie Mercury, foram alguns dos discos que tiveram suas capas recriadas. ACDC, Jackson 5, Kiss, Ramones, Blondie, Green Day e The Clash também foram alvos dos artistas.

Nos últimos dias, a OMS (Organização Mundial da Saúde) adotou um tom mais incisivo nas orientações para testes do novo coronavírus e ofereceu mais detalhes quanto à recomendação.

A entidade diz que países com transmissão comunitária e com número de testes que não supre a demanda, como é o caso do Brasil, deveriam priorizar os exames em pacientes com maior risco de desenvolver quadros graves (idosos e pessoas com doenças como diabetes e problemas cardiorrespiratórios), populações vulneráveis, profissionais de saúde com sintomas (independentemente de contato ou não com caso confirmado) e os primeiros indivíduos sintomáticos em locais fechados (como escola, prisões e casas de longa permanência para idosos).

O novo documento vai além da fala recente do diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus. "O meio mais eficaz de prevenir infecções e salvar vidas é quebrar as correntes de transmissão. Para isso, você precisa testar e isolar", disse Ghebreyesus. "Nós temos uma mensagem simples para os países: testar, testar, testar. Teste todo caso suspeito."

A OMS também disse que os países devem se preparar para a epidemia antes de ela começar em seus territórios, considerando que, quando o surto começa, os laboratórios terão um aumento significativo em sua demanda. Possíveis restrições também devem ser antecipadas.

Mesmo com o isolamento, medidas de etiqueta básica de higiene permanecem indispensáveis, como usar a dobra do braço ou lenço descartável para tossir ou espirrar e manter as mãos limpas, com água e sabão ou álcool em gel.

Além do afastamento físico, o de objetos também é essencial para evitar a transmissão entre os moradores do local. Deve-se separar toalhas, não dividir a mesma cama e, logicamente, não compartilhar escovas de dentes, copos, talheres ou comida.

Itens muito tocados na casa, como mesas, maçanetas, telefones, criados-mudos etc, devem ser limpos com frequência –e também vale a ideia de manter as mãos sempre limpas.

Os ambientes comuns da casa, como banheiro e cozinha, devem estar bem ventilados e deve-se evitar que a pessoa doente fique nesse espaço enquanto outras pessoas saudáveis estão ali.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Covid-19 põe indígenas amazônicos em grande risco
Covid-19: Taxa de isolamento social no Recife cai para 45%
05/06: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Manifestações por morte de garoto, Weintraub presta depoimento na PF e inquérito de facada arquivado
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco