Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Viver

Artes plásticas

Trajetória de Alceu Valença ganha exposição interativa no Recife

Publicado em: 16/10/2019 10:07 | Atualizado em: 16/10/2019 10:40

Foto: Acervo Pessoal e MEPE/Divulgação
A trajetória pessoal e artística do pernambucano Alceu Valença será tema da exposição interativa A energia dos doidos, motor da imaginação, inaugurada no Museu do Estado de Pernambuco (MEPE), Zona Norte do Recife, no dia 6 de novembro. Com curadoria da artista plástica e designer Rosa Pepee, a mostra contará com 20 obras inéditas e imersivas, permanecendo em cartaz até 5 de janeiro de 2020. As entradas custam R$ 10 e R$ 5 (meia), com gratuidade nas quartas-feiras.

A exposição faz com que o público mergulhe na história do músico por meio de diversas linguagens artísticas, a partir de pinturas, instalações interativas e objetos eletrônicos. "O universo de Alceu Valença é cheio do simples em sua complexidade. A exposição é um tributo a sua pluralidade, por isso teremos música, performances, vídeos e diversas ações que foram pensadas para representar a inquietude e versatilidade desse grande artista", revela a curadora da mostra, em comunicado à imprensa.

Entre as obras expostas, destaca-se a instalação Linha do Tempo, na qual é possível ouvir por meio de audiodescrição em um headphone, histórias contadas pelo próprio Alceu. Outro ponto alto é a Luneta do Tempo, equipamento interativo audiovisual que brinca com o primeiro filme produzido pelo artista.

Pensando nas dimensões artísticas de Alceu, seja nas canções, na literatura ou no cinema, a exposição transforma cada vertente do pernambucano em um espetáculo, que permite inúmeras interpretações ao espectador. Aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura, o projeto contempla mais duas capitais brasileiras e pretende atravessar as fronteiras nacionais chegando também a Lisboa.

Com quase 50 anos de carreira, Alceu Valença é um dos mais celebrados artistas do país. Dono de canções emblemáticas que marcam diferentes gerações, à exemplo de Anunciação, Tropicana, Pelas ruas que andei, La belle de Jour e diversas outras, o artista de 73 anos arrasta multidões ao formar um estilo único que representa o Brasil e a essência e regionalidade do Nordeste.

A vernissage será às 19h de 5 de novembro. As visitas à exposição poderão ser feitas a partir do dia 6 de novembro, de terça a sexta-feira, das 9h às 17h e das 14h às 17h, nos sábados e domingos.

SERVIÇO
A energia dos doidos, motor da imaginação
Onde: Museu do Estado de Pernambuco (Avenida Rui Barbosa, 960, Graças)
Quando: 6 de novembro de 2019 até 5 de janeiro de 2020, das 9h às 17h e das 14h às 17h nos sábados e domingos
Quanto: R$ 10, R$ 5 (meia) e gratuito nas quartas-feiras.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Sobe, Lia, sobe.
João Alberto entrevista Larissa Lins
Como se preparar para as provas do SSA 3 da UPE
Pelé abre o jogo e fala sobre racismo, mil gols e sucessor
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco