Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Viver

Novidade

Porto Digital vai ganhar uma sala de cinema no Recife Antigo

Publicado em: 17/10/2019 08:00 | Atualizado em: 16/10/2019 18:08

Espaço conta com 140 lugares, tela de 7x3 metros e som Dolby 7.1. Foto: Leandro de Santana/Esp. DP

Poltronas confortáveis e uma tela grande revelam que estamos dentro de um cinema. Mas o colorido das 140 cadeiras nos dá a total noção da localização, já que ele remete a um ambiente de tecnologia e inovação. O cinema do Porto Digital, que fica no 16º andar do edifício-sede do parque tecnológico no bairro do Recife Antigo, recebeu investimento de R$ 1,3 milhão nas obras e mais R$ 500 mil nos equipamentos. O 11º local de exibição de filmes e 56ª sala de cinema do Recife passará por um teste entre duas ou três semanas para depois ser aberto oficialmente ao público, ainda sem data definida. Isso porque, neste meio do caminho, ainda é preciso definir o modelo de negócios que o cinema vai adotar.

O cinema do Porto Digital, que tem telão de 7x3 metros, projetor da marca Christie modelo CP 2208 e som Dolby 7.1, passou por um grande teste logo depois que as obras foram encerradas. Recebeu atividades do festival Rec'n'Play, no início do mês, praticamente no mesmo dia que foi finalizado. "Ele ficou pronto de madrugada e no outro dia já estava recebendo o evento. Estávamos preocupados porque ele fica no 16 andar, tem a questão do elevador, mas são quatro elevadores e deu tudo certo. As pessoas adoraram", afirma Pierre Lucena, presidente do Porto Digital.

O desafio agora é definir como a sala será gerida. O que é certo é que ela terá mais de uma função. "Ela pode servir como auditório para empresas que tenham interesse em ter acesso a um equipamento de luxo para suas apresentações", explica Lucena. Porém, para o funcionamento como um cinema, o presidente do Porto Digital diz que ainda busca o formato ideal e parcerias. "Ainda não definimos como vai ser e não conversei com as instituições. Vamos procurar a Fundaj para falar sobre uma possível parceria ou vamos analisar qual é o melhor modelo de negócios", completa.

A ideia de Pierre Lucena é fazer a estreia com a projeção do filme pernambucano Bacurau, dos diretores Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, entre duas ou três semanas, para um público fechado. "Ainda estamos fechando isso. Mas vamos querer dar espaço para o que é produzido em Pernambuco e o que é feito no Porto Mídia, como o próprio Bacurau", revela. Além disso, outro objetivo, segundo ele, é dar espaço para o cinema de arte. "O Recife Antigo fica com equipamentos de cultura, como o cinema e a Livraria Jaqueira, além do Paço Alfândega com alimentação, que são atrativos para trazer o público para o bairro".

Para o futuro, outro projeto é dar espaço para crianças na sala de cinema do Porto Digital. "Para as que não têm condições de pagar pelo ingresso para assistir a um filme numa sala. Para que elas possam ter esse primeiro contato", explica. Outro projeto é ter uma cafeteria no hall do 16º andar, com bela vista para a ilha do Recife Antigo, o que promete ser uma atração não só para cinéfilos, como também para turistas.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Sobe, Lia, sobe.
João Alberto entrevista Larissa Lins
Como se preparar para as provas do SSA 3 da UPE
Pelé abre o jogo e fala sobre racismo, mil gols e sucessor
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco