Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Apresentador

'É minha palavra contra a dele', diz Alex Escobar sobre acusação feita pelo filho

Publicado em: 01/10/2019 22:28 | Atualizado em: 01/10/2019 22:44

Foto: Reprodução/Instagram
O filho do apresentador Alex Escobar, do Globo Esporte, fez uma publicação que deu o que falar nesta terça-feira no Twitter. Pedro Escobar acusou o pai de ser abusivo e negligente à situação em que está. O jovem sofre de depressão. 

"O meu pai é o apresentador do Globo Esporte, Alex Escobar, e depois e sofrer muitos abusos da parte dele, eu decidi expor e me manifestar. Eu tenho depressão há 5 anos. Desde que ele descobriu que eu era gay e passou três meses sem falar comigo. Depois disso as coisas só foram piorando mais. Em dezembro de 2017 eu tive uma tentativa de suicídio onde eu tomei uma grande quantidade de remédios e fiquei internado. Nesta ocasião, a única ação dele foi me dar uma bronca e dizer que eu sou um ingrato por fazer isso", desabafou o jovem no Twitter. 

O jovem ainda acusou o pai de não pagar a pensão. "O salário dele é de R$ 80 mil e, fazendo os cálculos, ele deveria me dar R$ 5,3 mil (por dividir com a minha irmã) por mês até os 24 anos ou enquanto eu continuar estudando. Porém, no começo desse ano ele me mandou um áudio se recusando a me oferecer qualquer tipo de estudo esse ano", afirmou.

Ao se pronunciar em uma rede social, o apresentador disse que a publicação era injusta e que "é minha palavra contra a dele". 

Já a filha dele, Mariana Escobar, de 21 anos, desmentiu as afirmações do irmão e explicou que ele pode estar em crise. Revelou também que foi diagnosticado como um sociopata. "Ele é um sociopata diagnosticado. Meu pai tenta ser com ele o que ele é comigo. Mas é muito complicado. Meu pai paga aluguel dele, mesada, e os estudos. Mas ele largou o ensino médio. Ele teve problemas com a minha mãe, quis se mudar da casa da minha mãe, e a primeira coisa que meu pai fez foi procurar um apartamento para ele morar. Ele escolheu morar em Niterói para ficar bem longe da gente. Ele sai direto, fazer o que quer com o dinheiro que meu pai dá para ele. Então é injusto ele dizer que não tem respaldo nenhum". 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Jogos Inesquecíveis: Um mundão para chamar de meu
De 1 a 5: Alterações do olfato, perda auditiva e Covid-19
01/06: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Arlison Vilas Bôas, um artista inventor e os desafios da pandemia
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco