Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Viver

Cinema

Documentário de pernambuco vence o London ArtHouse Film Festival

Publicado em: 15/10/2019 18:12

Foto: Mark Garten/ONU
A trajetória de um diplomata brasileiro que se dedicou por mais de 30 anos a ajudar populações vulneráveis e atingidas por conflitos conquistou um prêmio no London ArtHouse Film Festival, na capital britânica. O filme Sérgio Vieira de Mello - O legado de um herói brasileiro, assinado pelo jornalista e historiador pernambucano Wagner Sarmento e pelo produtor cultural André Zavarize venceu a categoria Melhor Documentário, durante premiação realizada nesta semana no British Broadcasting Corporation Club. A produção tem como ponto de partida a morte de Vieria de Mello em um ataque terrorista que vitimou 20 pessoas na sede das Organizações das Nações Unidas (ONU) em Bagdá, Iraque, em agosto de 2003.

O doc competiu com outras produções independentes e de cunho social, como o indiano Sindhustan, de Sapna Bhavnani, o kuwaitiano 120 years of friendship, de Meshal Salem, e o iraniano A girl from parsian, de Parinaz Hashemi Mobarakeh. A estreia do filme em Pernambuco, juntamente com o livro homônimo com selo da Companhia Editora de Pernambuco, se deu no ano passado. O trabalho contou com extensa pesquisa sobre a vida do diplomata, além da história do mundo no período. Mello se envolveu em diversas situações históricas como o processo de descolonização da África, a desintegração da Iugoslávia, a guerra do Vietnã e a invasão norte-americana no Iraque.

Depois desse intenso processo de estudos, Sarmento e Zavarize traçaram um roteiro de viagens para o Timor-Leste, Camboja e Vietnã, locais geograficamente próximos e onde Mello exerceu influência. "Fomos com a cara e a coragem, levando drone, câmeras, dúvidas e muita, muita vontade de fazer aquilo acontecer”, relembra Wagner. O documentário relata a passagem do diplomata por esses países, e conta com depoimentos de pessoas que têm Sérgio como inspiração. Durante as viagens, Sarmento produziu fotografias que ficaram expostas no Castigliani Cafés Especiais, em frente ao cinema da Fundação do Derby.

A produção também contou com Thay Grotto Rangel, Bianca Lisboa e Lucas Lima, da Zaz Produções, onde André Zavarize é o chefe executivo.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Sobe, Lia, sobe.
João Alberto entrevista Larissa Lins
Como se preparar para as provas do SSA 3 da UPE
Pelé abre o jogo e fala sobre racismo, mil gols e sucessor
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco