vídeo Zeca Pagodinho sai às ruas para entregar doces de Cosme e Damião e faz sucesso na internet

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 27/09/2019 15:44 Atualizado em:

foto: Guto Costa/Divulgação
foto: Guto Costa/Divulgação
O sambista Zeca Pagodinho, 60, fez sucesso na internet na manhã desta sexta-feira (27) ao entregar pacotinhos cheios de doces a quem passava pelas ruas do Rio de Janeiro em celebração ao dia de Cosme e Damião.  
 
O vídeo divulgado por ele mesmo pelo Twitter mostra o artista tirando os doces de um grande saco guardado dentro de seu carro. "Estamos mais um ano aqui, homenageando São Cosme e São Damião, e pedindo a eles saúde e muita proteção para as nossas crianças que tanto têm sofrido com violência", escreveu o artista.   
 
A reação foi instantânea no microbloger. Muitos agradeceram a fofura do artista, mas outros pediram um versão adulta de Cosme e Damião, com montagens que misturam a imagem dos santos com latas de cerveja.   
 
A data de Cosme e Damião é celebrada nos dias 26 de setembro por católicos, e de 27 por seguidores de umbanda e candomblé. A própria história dos santos sugere que a comemoração pode ser feita nessas duas datas.São Cosme e São Damião viveram em meados do ano 300. Eles eram irmãos gêmeos e médicos reconhecidos pelos seus talentos. Após serem convertidos ao catolicismo, passaram a unir a ciência com o poder da oração em seus tratamentos, segundo informações do site Canção Nova.  
 
Os dois acabaram presos por serem considerados inimigos dos deuses e acusados de usar feitiçarias e meios diabólicos para disfarçar as curas. Eles acabaram morrendo decapitados em 330.
O candomblé tem a sua versão. Na época da escravatura no Brasil, os escravos africanos criaram uma maneira criativa e inteligente de enganar os Senhores de Engenho. Invocavam a seus deuses Orixá, Oxalá, Ogum com os nomes de São Sebastião, São Jorge e Jesus, e os negros bantos identificaram Cosme e Damião como os orixás Ibejis (divindades gêmeas) em um sincretismo religioso.
 
A grande cerimônia dedicada a Ibeji acontece no dia 27 de setembro, quando comidas como caruru, vatapá, bolinhos, doces, balas (associadas às crianças) são oferecidas tanto a eles como aos frequentadores dos terreiros.

Veja as publicações:


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.