deputada federal Roberta Miranda diz que já recebeu convite para entrar na política mais de três vezes

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 26/09/2019 16:46 Atualizado em:

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Roberta Miranda, 62, contou que já foi chamada para entrar para a política brasileira mais de três vezes durante toda a sua carreira. A cantora disse que os convites aconteceram para ela se candidatar para ser deputada federal logo de cara.
 
"Já fui convidada umas 3, 4 vezes para ser de cara deputada federal. Os presidentes dos partidos conversavam comigo e já vinham com a estimativa de ganho, por conta da popularidade e da credibilidade que eu passo", contou Roberta Miranda ao canal do jornalista Alvaro Leme no YouTube.
Além de suas possíveis candidaturas, a cantora disse ainda que, se gostasse de política, ela teria entrado e se tornado presidente do país com 'o que há de melhor'. "Se eu gostasse de política, eu tenho certeza que seria o que há de melhor de presidente deste país".
 
Como justificativa, ela disse que ninguém conhece mais o povo brasileiro como ela. "Eu conheço cada cantinho, o cheiro do povo, eu conheço o que o povo precisa mais do que qualquer presidente, porque eu ando por esse país há 33 anos. E eu não ando em capitais, eu ando em lugares precários, sem condições".
 
Muito ativa nas redes sociais, a cantora se envolveu em polêmicas recentemente. Ao gravar Alok, 27, se apresentando no Domingão do Faustão, a cantora disse que o trabalho de DJ é simplesmente 'apertar um botão'. O DJ, por sua vez, respondeu dizendo que não acredita que a Roberta fez a afirmação com o intuito de ofendê-lo, mas lembrou que a sua profissão ainda é cercada de muitos preconceitos. 
 
"Eu acredito que ela não falou isso com o intuito de me ofender, até porque ela aparenta ser uma pessoa muito bem-humorada. Mas eu acho importante levantar esse ponto, porque tem muito preconceito em relação ao trabalho do DJ. Meus pais são DJs há mais de vinte anos. Eu sei o quanto fui motivo de piadas nas escolas quando dizia que meus pais eram DJs, porque ninguém entendia, por isso eu não culpo ela. Talvez, não faça parte da realidade dela", declarou em vídeos publicados no Stories do seu Instagram.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.