Novela O Clone será reprisada no Canal Viva em dezembro

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 07/09/2019 16:10 Atualizado em: 07/09/2019 16:35

Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício): amor que resiste a tudo - Divulgação/Globo
Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício): amor que resiste a tudo - Divulgação/Globo
A partir do dia 9 de dezembro, o canal pago Viva reprisa O Clone. Escrita por Gloria Perez e dirigida por Jayme Monjardim, a história foi exibida originalmente com grande sucesso pela Globo na faixa das 21h, entre outubro de 2001 e junho de 2002. A novela será exibida às 23h, no lugar de O Cravo e a Rosa. A trama conta a história de amor de Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício), que enfrenta obstáculos culturais e religiosos - ele é brasileiro, ela é muçulmana; e aborda temas polêmicos, como vício em drogas e clonagem humana.

Na novela, Jade é brasileira, mas é obrigada a se mudar para o Marrocos após ficar órfã e passa a sofrer para se adaptar aos costumes religiosos e culturais da nova terra. Por lá, conhece Lucas, que está de passagem pelo país em companhia de seu irmão gêmeo, Diogo (Murilo Benício), do pai Leônidas (Reginaldo Faria), da namorada do pai, Yvete (Vera Fischer), e do cientista Albieri (Juca de Oliveira). 

Lucas e Jade se apaixonam à primeira vista, mas contratempos da vida os separam por diversas vezes. Diogo decide voltar ao Brasil após uma discussão com o pai e morre em um acidente de helicóptero. A situação força Lucas a assumir vida e projetos do irmão, abandonando seu grande amor e sua própria identidade, e Albieri resolve clonar o sobrinho morto.

Léo (Murilo Benício), o clone atormentado em busca de seu lugar no mundo - Divulgação/Globo
Léo (Murilo Benício), o clone atormentado em busca de seu lugar no mundo - Divulgação/Globo

Deusa (Adriana Lessa), sem saber de nada, é escolhida por Albieri para receber o embrião clonado. Ela dá a luz a Léo (Murilo Benício). O médico torna-se padrinho do menino, que cresce incomodado com as diferenças sociais entre Albieri e sua mãe.

Já Lucas casa-se com Maysa (Daniela Escobar), namorada de Diogo. Os dois, no entanto, vivem infelizes. Ele, por não ter tido a vida que queria, que era casar com Jade, e ela por ter projetado tudo o que viveu com o namorado morto no irmão. Os dois tem uma filha, Mel (Débora Falabella), que entra no mundo das drogas enquanto os pais trocam acusações em casa.

Reprisada no Vale a Pena Ver de Novo em 2011, O Clone lançou bordões, como “Cada mergulho é um flash”, de Odete (Mara Manzan) e “Não é brinquedo, não”, de Dona Jura (Solange Couto), além de expressões árabes como “Maktub”, “Arder no mármore do inferno” e “Inshalá”.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.