Prova de Noiva Emprestado do SBT, Arlindo Grund estreia série com noivas no Discovery

Por: Folha Press

Publicado em: 16/09/2019 11:11 Atualizado em:

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram
Lidar com a expectativa de noivas exige não só paciência, mas também inteligência na hora de dosar a emoção. Ainda mais quando essas noivas não podem espiar nenhum detalhe do vestido que está sendo costurado exclusivamente para ela. 

É sob essa lógica que estreia "Prova de Noiva", novo programa brasileiro do Discovery Home & Health, comandado pela profissional do mercado Emannuelle Junqueira e por Arlindo Grund, que também apresenta o "Esquadrão da Moda", no SBT. 

Em cada um dos oito episódios do reality, que estreia esta segunda-feira (16), dois estilistas competem entre si para fazer "às escuras" o vestido dos sonhos de uma noiva em apenas 40 horas. Cada um desenvolve uma peça seguindo apenas as medidas, silhueta e história da mulher que irá se casar, mas no final, é a cliente quem define qual o modelo ideal para subir com ela ao altar.

Grund adianta que não se trata de um programa de moda, mas sim de emoções, tensões e até conflitos. "Mexer com a emoção da noiva, que também cativa o público, e despertar a curiosidade de todos, já que a noiva não consegue dizer exatamente o que ela quer para os estilistas diretamente, é algo muito difícil", diz à reportagem.
 
O grande desafio, segundo o apresentador, é justamente trazer essa emoção para o tecido trabalhado. Ele mesmo conta que não conseguiu segurar as lágrimas em vários dos episódios. "Tenho 11 anos de TV e essa foi a produção mais emocionante [...] Chorei muito".
 
Diferente de outros formatos de programas com noivas, "Prova de Noiva" se apoia na diversidade, trazendo clientes negras, lésbicas ou com desejos alternativos -que segundo Emannuelle, não devem ser e nem são julgados pelos participantes do programa. 

"Esse programa é especial. Fala muito mais do que vestido e moda; fala de significados do casamento, desse símbolo tão importante", diz a profissional. "Pessoalmente, me fez ressignificar o meu ofício. [...] As noivas estão mudando. Isso é muito emocionante".

Para Grund, o mais inusitado de todos os episódios foi um no qual uma das participantes pediu um vestido inteiramente vermelho, para fazer uma homenagem ao marido.

"Aqui no Brasil, casar de vermelho não é algo do imaginário comum. Tons pastéis até vai, mas o vermelho forte foi um desafio. Me colocar como apresentador também me desafia a conter minha opinião, porque não estou ali para dá-la, mas sim para conduzir o reality. Muitas vezes não gostei do que eu vi, mas o que importa é a noiva gostar, porque estamos trabalhando com a realização de sonhos".

Formato original Mistika, e coprodução entre o Discovery e a Endemol Shine Brasil, o  programa também serviu como aprendizado para a carreira do apresentador: "Apesar de trabalhar com moda, não sou do universo das noivas. Acompanhar a criação de um vestido desde o início é muito interessante e algo inédito para mim", diz. "Entro neste projeto sem medos, mas claro, com um friozinho na barriga. Porque a partir do momento que eu tiver alguma coisa que não me der frio na barriga, não faço mais". 

Segundo ele, o programa também é uma forma de divulgação do trabalho dos estilistas. Para definir suas participações no programa, seus perfis foram cruzados com os desejos de cada noiva, permitindo que o profissional divulgasse suas melhores técnicas e estilos.

"Foram verdadeiros desafios, mas acho sim que é possível fazer um vestido em 40 horas [...] nessas condições, de ter ali um ateliê, com todos os tecidos disponíveis", acrescenta Emannuelle.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.