Denúncias Dylan Farrow, que acusa Woody Allen de abuso sexual, rebate defesa de Scarlett Johansson

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 08/09/2019 14:17 Atualizado em: 08/09/2019 14:28

Foto: AFP PHOTO / Valery HACHE
Foto: AFP PHOTO / Valery HACHE

Dylan Farrow, 34, filha adotiva de Woody Allen, que acusa o diretor de tê-la estuprado na infância, rebate defesa de Scarlett Johansson, 34. A atriz foi capa da revista americana Hollywood Reporter e defendeu o amigo e colega de trabalho para a publicação. 

Fruto do relacionamento de Allen com a atriz Mia Farrow, a filha adotiva publicou em sua conta no Twitter uma mensagem para Johansson:

"Porque, se aprendemos alguma coisa nos últimos dois anos, é que você definitivamente deve acreditar em predadores do sexo masculino que "mantêm sua inocência", sem questioná-los. Scarlett tem um longo caminho a percorrer para entender a questão que ela afirma defender", escreveu.

Johansson fez a declaração para a Hollywood Reporter e falou sobre os problemas que o diretor vem enfrentando para lançar novas produções. 

"Vejo Woody sempre que posso e tive muitas conversas com ele sobre isso. Fui muito direta com ele, e ele é muito direto comigo. Ele mantém sua inocência e eu acredito nele", afirmou a atriz que trabalharia novamente com o diretor. "Eu amo o Woody", diz ela. Johansson trabalhou com o diretor em "Match Point" (2005), "Vicky Cristina Barcelona" (2008) e "Scoop: O Grande Furo" (2006).

O último filme de Allen, "A Rainy Day in New York", foi cancelado pela Amazon. No elenco, estão atores como Selena Gomez, 26; Timothée Chalamet, 23; Elle Fanning, 21; e Jude Law, 46. A produção ainda não foi distribuída nos EUA e deverá ser exibido no Brasil a partir de janeiro de 2020.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.