Cinema Mostra Periférica exibe 34 curtas gratuitos em Camaragibe

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 26/08/2019 16:10 Atualizado em:

Cena de Alma Bandida. Foto: Marco Antonio Pereira/Divulgação
Cena de Alma Bandida. Foto: Marco Antonio Pereira/Divulgação

A Periférica - II Mostra de Cinema de Camaragibe exibe 34 curtas-metragens com acesso gratuito a partir desta segunda-feira (26) até o domingo (1) no município da Região Metropolitana do Recife. De 26 a 30 de agosto, serão realizadas oficinas e exibições em escolas municipais. De 04 a 06 de outubro, as exibições são Cineteatro Bianor. 

São filmes nas categorias de ficção, animação, documentário ou experimental, seguindo a proposta do evento de tornar a sétima arte mais acessível na cidade, contribuindo para a fruição artística, a formação do senso crítico e a construção de ações de transformação política e de cidadania.

A programação será composta pelas seguintes mostras não-competitivas: Mostra Camará, para curtas-metragens produzidos em Pernambuco; Mostra Aquarela, para curtas produzidos nos demais estados brasileiros; Mostra Josenita Duda, para curtas realizados por mulheres; e Mostra Origens, para curtas de realizadores e realizadoras indígenas e/ou afro-brasileiros; Mostra O Invisível aos Olhos, sessões itinerantes nas escolas públicas de Camaragibe.

Neste ano, a comissão curadora recebeu 398 filmes de cineastas de todo o Brasil. A Mostra Periférica é realizada pela produtora Ambar e Pós-Traumático Coletivo, com incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), mantido pela Secretaria de Cultura, Fundarpe, Governo de Pernambuco.

Curadoria
A comissão curadora foi formada por Ângelo Fábio, Amanda Ramos, Carlos Kamara, Caio Sales e Izabel de Fátima Cruz Melo. Os estados com mais inscrições foram São Paulo com 81 curtas, Rio de Janeiro com 65 obras. Pernambuco teve 54 curtas, Minas Gerais com 30 filmes, Santa Catarina com 21 curtas, e Paraná também com 21 filmes. 

Confira a programação

MOSTRA AQUARELA
À Margem das torres, de Ton Apolinário (RJ, doc, 2019, 25 min)
Alma Bandida, Marco Antonio Pereira (MG, fic, 2019, 15 min)
O malabarista, de Iuri Moreno (GO, anim, 2018, 11 min)
Nadir, de Fábio Rogério (SE, doc, 2019, 14 min)
Prefiro não ser identificada, de Juliana Muniz (RJ, exp, 2018, 20 min)
A era do laerokotô, de Rita Carelli (PE/SP doc - 2019, 20 min)
Mesmo com tanta agonia, de Alice Andrade Drummond (SP fic - 2018, 19 min)

MOSTRA CAMARÁ
Hoje sou Felicidade, de João Luís e Tiago Aguiar (PE, doc, 2019, 20 min)
Noturnas, de J. Brave (PE, exp, 2019, 12 min)
O Menino que Morava no Som, de Felipe Soares (PE, fic, 2019, 20 min)
O Papa-figo, de Paulo Leonardo (PE, ani, 2018, 2min)
Quando a Chuva Vem?, de Jefferson Batista (PE, ani, 2019, 8 min)
Quando Me Deixam Falar, de Ivson Henrique e Lais Rilda (PE, doc, 2018, 18 min)
Rima Delas, de William Souza (PE, doc, 2019, 15 min)
Dos Filhos de Solo és mãe, de Antônio Fargoni (PE, ficção 2019, 9 min)

MOSTRA ORIGENS
Baixa Funda, O Destino de um Povo, de Marcello Sannyos (MG, doc, 2018, 15 min) 
Nakua pewerewerekae jawabelia/Hasta el fin del mundo/Até o fim do mundo,
de Margarita Rodriguez Weweli-Lukana & Juma Gitirana Tapuya Marruá (Vichada/PE/RJ, 2019, exp, 16min)
Poesia Azeviche, de Ailton Pinheiro (BA, doc, 2018, 20 min) 
Linha., de Francisco Lira (SP, ani, 2018, 3 min)
Terrorismo Lírico, de Jonatan Pacheco (RS, doc, 2018,21 min)
Thinya, de Lia Letícia (PE, 2019, fic, 16 min)

MOSTRA JOSENITA DUDA
Beat é Protesto - O Funk pela Ótica Feminina, de Mayara Efe (SP, 2019, doc, 23 min) 
Guaxuma, de Nara Normande (PE, 2018, ani, 14 min)
Motriz, de Taís Amordivino (BA, 2018, doc, 15 min)
Sem Asas, de Renata Martins (SP, 2019, fic, 20 min
Mucunã, de Carol Correia (PE, 2019, doc, 20 min) 
Vestido de Azul, de Diany de Jesus (SP, fic, 2019, 19 min)


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.