show Intercâmbio de cenas independentes traz cearense Indigo Mood ao Recife

Por: André Santa Rosa - Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/07/2019 12:36 Atualizado em: 12/07/2019 09:31

Primeiro show da banda Indigo Mood no Recife. Foto: Luiz Mendes/Divulgação
Primeiro show da banda Indigo Mood no Recife. Foto: Luiz Mendes/Divulgação
 
Os selos musicais exercem um papel fundamental para as cenas e os shows independentes acontecerem: organizam a comunicação, agendam espaço, convidam bandas, organizam o line up do evento e outras coisas. Tudo se torna mais orgânico quando pensamos em um evento “faça você mesmo”, sem grandes incentivos privados ou estatais, que como o próprio nome diz, por não possuir muitos recursos depende muito da movimentação de cada um. O termo se popularizou na música junto com a contracultura punk, que transformou o “faça você mesmo” em um modo de produção que preza por uma autonomia e autenticidade.

O show, uma empreitada desse modo de fazer, será realizado nesta sexta-feira (12), a partir das 20h, no Bailito (anexo do Baile Perfumado), localizado no bairro do Prado. Com apresentações de Aventura e Guma, ambas de Recife, será também apresentada ao “rolê” a Indigo Mood, banda de Fortaleza que toca pela primeira vez na capital pernambucana. O evento é da produtora e selo de música independente Life’s Too Short. Além dos shows, contará com uma feirinha independente com artistas e produtores locais.

Indigo Mood lança oficialmente nas plataformas digitais seu novos single Never was enough, que abre o próximo álbum da banda Obviously still Yours. O grupo conheceu a produtora independente por meio da banda Guma. As conexões entre essas diferentes cenas se deram muito por meio de amizades, da curadoria e interesse dos selos em conhecer novos sons. “Essa integração de “rolês” no Nordeste é muito importante pra todo mundo crescer junto, sabe? A Indigo Mood, até o lançamento desse último single, pertencia a um selo de João Pessoa, o Fiasco Records” explica Leonardo Mendes, vocalista e guitarrista da banda. “Temos muita força aqui no Nordeste, uma verve criativa muito fértil. Precisamos nos unir para que a gente consiga transmitir toda essa força criativa.”

A banda foi formada em 2014 e tem como membros Leonardo Mendes, João Victor Fidanza, Théo Fonseca e PH Von Sohsten. “Tocar em Recife é algo que a gente quer fazer tem muito tempo. É sempre massa se apresentar pra um novo público, a gente fica em busca de um feeling”, ele conta. Mas explica que no geral a banda se sai bem, principalmente por tentar criar um clima mais descontraído.

Marcada por uma série de influências e referências diretas, a banda cearense tem uma sonoridade “um pouco difícil de descrever”, como comenta Leonardo. Ainda assim, facilmente podem se aproximar de gêneros como dreampop, com muito reverb e delay no som. Entre as influências estão bandas do rock clássico como Pink Floyd e a fase mais psicodélica dos Beatles, até novos artistas como o neozelandês Connan Mockasin e o canadense Mac Demarco.
 
As já veteranas da cena recifense Guma e Aventura. Foto: Danilo Galindo/Divulgação Facebook e Reprodução/Instagram
As já veteranas da cena recifense Guma e Aventura. Foto: Danilo Galindo/Divulgação Facebook e Reprodução/Instagram
 
 
Com o repertório de seu disco de estreia Cais, a Guma é formada por Katarina Nápoles, pelo guitarrista Carlos Filizola e pelo baterista Caio Wallerstein. Nas apresentações ao vivo, contam também com Márcio Torres (baixo) e Daniel Ribeiro (percussão). O projeto já rendeu apresentações em festivais do Recife como o No Ar Coquetel Molotov e  Rec’n’Play. A sonoridade passa por solos psicodélicos, grooves dançantes, uso de sintetizadores e timbres orgânicos.  

A terceira banda da noite é a Aventura. O repertório do show contará com as músicas de seu primeiro EP, Amanhã não será como hoje, primeiro lançamento da Life’s Too Short  como selo, em abril deste ano. Os integrantes também fazem parte de outros projetos, como Amandinho, Sereia Problema e Inner Kings, e se uniram pela vontade de experimentar novas possibilidades musicais. O som dos recifenses não se apega a um gênero, mas transita pelo post-hardcore, shoegaze e indie.

“Faça Você Mesmo” e a Produção
A produtora Life's Too Short, um coletivo de música que existe desde 2016 no Recife, já produziu 34 eventos de música, trazendo bandas consolidadas do circuito de bandas independentes brasileiras, como Boogarins (GO), Frabin (SC), Bike (SP), Menores Atos (RJ), Catavento (RS) e Mahmed (RN). 

Um destaque desta edição é uma feira independente, que integra música a outras artes e  contará com bancas de cerca de dez artistas recifenses. Entre ilustradores, poetas, a marca de serigrafia Camisas Lunáticaz, a Banca Intermitente, e até engenheiros, como Dudu Falcão, que levará a coleção de pedais construídos por ele mesmo. 

SERVIÇO
Indigo Mood (CE), Guma e Aventura no Bailito
Onde: Baile Perfumado, Rua Carlos Gomes, 390, Recife-PE
Quando: Sexta-feira, às 20h
Quanto: R$ 15


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.