Afro Afoxé Omim Sabá leva o encanto da ancestralidade africana ao FIG neste sábado

Por: Samuel Calado - Redes Sociais e Site

Publicado em: 19/07/2019 22:41 Atualizado em:

Foto: Fernando Azevedo/Divulgação
Foto: Fernando Azevedo/Divulgação

O Afoxé Omim Sabá se prepara para participar de mais uma edição do Festival de Inverno de Garanhuns. O grupo do bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, promete encantar ao público com a beleza, a musicalidade e a religiosidade de matriz africana. A apresentação será às 18 horas deste sábado (20), no Palco Cultura Popular Ariano Suassuna, localizado na Av. Santo Antônio, no centro da cidade. 

Foto: Fernando Azevedo/Divulgação
Foto: Fernando Azevedo/Divulgação

Iemanjá é o orixá que rege o afoxé. A divindade está ligada aos mares e à maternidade. Ela é representada na indumentária, na música e nos movimentos executados pelo grupo. A última apresentação no palco do FIG aconteceu em 2015, como conta o presidente Marcos Silva, carinhosamente conhecido como Marquinhos de Ossayn. “Estamos muito animados e ansiosos. As expectativas são as melhores possíveis tendo em vista que este Festival é uma das principais vitrines para Cultura Popular, onde poderemos encontrar nosso público como, também, cativar outros”. 

Marcos Silva (Marquinhos de Ossayn). Foto: Fernando Azevedo/Divulgação
Marcos Silva (Marquinhos de Ossayn). Foto: Fernando Azevedo/Divulgação

O afoxé passou por algumas reformulações no corpo de palco nos últimos meses e conta com novos integrantes, além dos que acompanham há um certo tempo. “Estamos recebendo alguns brincantes de volta, como por exemplo, a vocalista Ana Fabíola. A nossa família está cada vez mais completa e pretende mostrar a força e o encanto em Garanhuns”, conta o presidente. 

O show terá aproximadamente uma hora de duração. Cerca de 80% das músicas são autorais. As canções foram compostas por Marquinhos, Manu Nascimento, Jr Parente, Henrique Ferrer, Vanderli Lima, Ana Fabíola, Nany Moreno e Gija Lima. Enquanto a percussão terá a regência do mestre Robson Lima, o corpo de balé será coordenado pelo bailarino e coreógrafo Rodrigo Gomes. 

História 
Registro do ensaio do grupo em 2008. Foto: Arquivo/DP
Registro do ensaio do grupo em 2008. Foto: Arquivo/DP

O Afoxé Omim Sabá surgiu no dia 15 de agosto de 2002 com a intenção de divulgar a cultura e a religiosidade de matriz africana. As canções enaltecem a religiosidade a ancestralidade de matriz africana. Elas levantam questionamentos sobre o combate ao racismo e a intolerância religiosa, bem como a reflexão acerca da representatividade e do empoderamento negro. O orixá patrono do afoxé é Yemanjá, divindade ligada aos oceanos e a maternidade. O grupo é bastante atuante e já participou de vários festivais e projetos culturais. Sem dúvidas, um dos mais aguardados da noite do Tradicional Encontro de Afoxés de Pernambuco, realizada no domingo de carnaval, no Pátio do Terço. Ele é associado à União dos Afoxés de Pernambuco (UAPE). 

Ações formativas
Foto: WhatsApp/Cortesia
Foto: WhatsApp/Cortesia

Durante o ano, o grupo promove uma série de atividades formativas, além dos ensaios e oficinas. A última foi o seminário “Africanidades Brasileiras e Educação”, realizado no Museu da Abolição. Ele teve início na última terça-feira e terminou nesta quinta (18), com o número de 100 inscritos. O projeto contou com a parceira do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) da Universidade Federal de Pernambuco e do Museu da Abolição e recebeu o Professor Doutor Henrique Cunha Júnior, da UF do Ceará. A discussão no seminário esteve centrada no nos efeitos do racismo anti-negro e nas formas como a população negra tem enfrentado. As pessoas tiveram acesso a informações sobre a constituição dos bairros negros nas periferias dos centros urbanos, para onde a população negra foi segregada gradativamente no pós-abolição. 

Confira a programação completa do Palco Cultura Popular Ariano Suassuna 
 
10h - Tribo Indígena Carijós do Recife 
10h -Programação da Gerência Regional de Educação do Agreste Meridional
11h - Maestro Fábio César e Banda Raízes Nordestinas
12h - Maracatu Nação Raízes de Pai Adão
13h - Coco das Estrelas
14h - Maracatu Piaba de Ouro
16h - Boi Faceiro
17h - Bloco Compositores e Foliões
18h - Afoxé Omim Sabá
19h - Samba De Coco das Irmãs Lopes


Serviço 
Afoxé Omim Sabá no FIG 
Quando: sábado (20)
Onde: Palco Cultura Popular 
Endereço: Av. Santo Antônio, Centro de Garanhuns 
Horário: 18h 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.