Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Viver

TV

O que esperar de Maisera, o talk show sob o comando de Maísa Silva no SBT

Com quase 20 milhões de seguidores no Instagram, Maisa Silva revelou nas redes sociais que está 'mais do que preparada' para comandar seu próprio programa no SBT

Publicado em: 10/02/2019 13:29 | Atualizado em: 10/02/2019 13:33

Maisa despontou aos 3 anos de idade no Programa Raul Gil, na Record. Foto: Instagram/Reprodução.
A partir de março, a carreira de Maisa Silva vai dar um salto importante. Isso porque a atriz, cantora, apresentadora, dubladora e youtuber ganhará o seu primeiro programa solo. Maisera será um talk-show semanal que vai entrar na programação do SBT. De acordo com a emissora, o público pode esperar por entrevistas interessantes e divertidas, com o carisma que é uma das marcas da adolescente.

Maisa fez questão de se manifestar nas redes sociais. “Eu tô muito feliz!!! Sou apaixonada pelo meu trabalho... Muitas pessoas dizem que têm ‘dó’ do fato de eu ser famosa, ter uma grande exposição e ser ‘muito nova pra isso’. Minha opinião? Não é de mim que vocês têm que ter dó... temos milhares de crianças sem pais no nosso país cheio de desigualdades, milhares de cidadãos passando fome, de problemas maiores... Com 16 anos, sei das minhas responsabilidades, estou começando a ter minhas próprias opiniões e estou mais do que preparada para ter o meu próprio programa... O céu é o limite!”, escreveu.

Se o novo programa só estreia em março, já em 28 de fevereiro, Maisa pode ser vista o cinema como a protagonista de Cinderela pop, filme baseado no livro homônimo da escritora mineira Paula Pimenta. Na história, ela é Cintia, uma adolescente que descobre uma traição no casamento dos pais. Após isso, passa a desacreditar no amor, mas sua vida muda completamente e ela se descobre apaixonada.

Nascida em maio de 2002, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, Maisa despontou aos 3 anos de idade no Programa Raul Gil, na Record, com seus cachinhos a la Shirley Temple, estrela-mirim hollywoodiana da década de 1930. Dois anos depois, foi contratada pelo SBT para apresentar os programas Sábado animado e Bom dia e cia, além de participar do Programa Silvio Santos. Mesmo com pouca idade, ela já mostrou a que veio e sempre tinha respostas na ponta da língua aK todas as perguntas do patrão, até as mais capciosas. Tanto é que ganhou um quadro dentro da atração chamado Pergunte à Maísa.

Para quem achava que o sucesso desapareceria assim que ela crescesse – como acontece com muitos artistas que despontam na infância –, estava redondamente enganado. A autenticidade e a espontaneidade se mantiveram. Com 7 anos, ela fez seu primeiro trabalho como atriz, a Valéria na versão brasileira de Carrossel. Maisa repetiria o mesmo papel no cinema em Carrossel: O filme (2015) e no ano seguinte com Carrossel 2: O sumiço de Maria Joaquina. No ano passado, participou de outro folhetim da emissora, Carinha de anjo.

Top nas redes

A carreira foi deslanchando. Maisa também se rendeu à internet e é bastante assídua em suas redes sociais, onde seu nome de usuária é “a+”. Ela faz questão de opinar sobre vários assuntos e ainda dá conselhos aos internautas. No fim do ano passado, a artista de apenas 16 anos se tornou a adolescente mais seguida no mundo no Instagram, com quase 20 milhões de seguidores.

Com personalidade forte e sem papas na língua, Maisa não “baixa a crista” nem para Silvio Santos. Em um dos episódios mais polêmicos, o dono do baú insinuou que a atriz estaria namorando o apresentador Dudu Camargo. A jovem recusou os insistentes pedidos para que dançasse e desse um “selinho” em Dudu, de quem ela admitira não querer nem ser amiga. Nas redes sociais, ela desabafou: “Até quando as mulheres vão viver precisando aceitar tudo? Não é não!”. Até o Ministério Público do Trabalho teve que entrar na jogada. Meses depois, a jovem decidiu embarcar na brincadeira quando Silvio insistiu com o assunto e ainda ironizou o patrão. Essa é Maisa Silva. E como ela mesmo diz, o céu é o limite!


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Qual a importância da robótica para a educação?
Majé Molê: um quilombo urbano na comunidade de Peixinhos
Creche na Ilha de Deus, uma promessa de doze anos
Entenda os riscos da escoliose para saúde
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco