Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Cinema

Tarantino pede desculpas por defender Roman Polanski em caso de estupro

Diretor voltou atrás após site recuperar entrevista concedida por ele em 2003

Publicado em: 08/02/2018 21:02

Tarantino já dirigiu filmes como Pulp Ficton e Django Livre. Foto: AFP/Reprodução

O diretor Quentin Tarantino pediu desculpas por defender o também diretor Roman Polanski, julgado culpado por estuprar Samantha Geimer. A declaração de Tarantino ocorreu em 2003, durante uma entrevista a radialista Howard Stern e foi resgatada recentemente pelo site Jezebel, causando repercussão mundial. Após a repetição da entrevista, Tarantino divulgou um comunicado oficial e afirmou ainda que ligou para Samantha na intenção de se desculpar.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

O caso do estupro aconteceu em 1973, quando ela tinha 13 anos e a condenação afirma que Polanski teria drogado a menina antes do ato. Na época da entrevista, Tarantino defendeu que o caso deveria ser tratado como sexo consentido com menor de idade, sem violência. Nesta quinta-feira (8), no comunicado, ele voltou atrás e disse: "Eu quero me desculpar publicamente com Samantha Geimer por meus comentários no The Howard Stern show especulando sobre ela e o crime que foi cometido contra ela".

"Eu percebi o quanto eu estava errado 15 anos atrás. Samantha foi estuprada por Roman Polanski. Quando Howard trouxe a tona o tema Polanski, eu incorretamente assumi a posição de advogado do diabo no debate para ser provocador. Eu não levei em consideração os sentimentos dela e por isso eu estou muito arrependido. Então, Samantha, eu fui ignorante e insensível. Acima de tudo, incorreto. Me desculpe", completou.

Acompanhe o Viver no Facebook:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com o Deputado Federal Carlos Veras (PT)
Última Volta: GP da Espanha 2022 de F1
Antiproibicionismo: Marcha da Maconha por uma nova política de drogas
Grupo Diario de Pernambuco