Diario de Pernambuco
Busca

Literatura

Nova edição de Os Miseráveis reúne capítulos descartados do romance

Edição faz preciosas revelações sobre a relação de Victor Hugo com sua obra-prima

Publicado em: 26/02/2018 17:21

Victor Hugo hesitou por muito tempo até se decidir pelo título da saga. Foto: Etienne Carjat/Reprodução -1866

Será que ainda há algo a aprender sobre Os miseráveis, monumento da literatura francesa e um dos livros mais conhecidos do mundo? Lançada recentemente na Europa, a nova edição da obra-prima de Victor Hugo (1802-1885) mostra que sim.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Coordenado por Henri Scepi, importante especialista em literatura francesa do século 19, o novo volume da prestigiosa coleção Pléiade da Editora Gallimard oferece preciosas revelações para fãs e estudiosos.

Nele, sabe-se que Victor Hugo hesitou por muito tempo até se decidir pelo título da saga. No início, ficou entre Les misères (As misérias ou As penúrias, em tradução literal) e Jean Tréjean, nome do herói da narrativa.

À medida que a história se desenvolvia, Jean Tréjean mudou de identidade. Transformou-se em Jean Vlajean até tomar, em março de 1861, o nome de Jean Valjean, o detento condenado a trabalhos forçados. Já Marius, amante de Cosette, outro personagem central do romance, virou Thomas, revela Henri Scepi.

Quando Victor Hugo começou a escrever o livro, em 1845, era membro da Academia Francesa, pair de France (título da nobreza) nomeado por Luis Filipe I. Porém, os eventos de 1848 – a Insurreição de Fevereiro e as Jornadas de Junho – obrigaram-no a deixar a escrita.

Eleito deputado em junho de 1848 e reeleito em maio de 1849 nas fileiras conservadoras, o escritor se afastou pouco a pouco de seu campo político, até denunciar, em 2 de dezembro de 1851, o golpe de Estado de Luís Napoleão Bonaparte.

Perseguido pela polícia, foi forçado a se exilar. O pair de France se tornou um desterrado. Morou em Bruxelas e em Jersey antes de se instalar em Guernsey. Enquanto isso, os rascunhos de Os miseráveis ficaram em caixas de papelão. Não que tivesse renunciado ao ofício. Pelo contrário. No exílio, Hugo escreveu Les châtiments, Contemplations e La légende des siècles.

Anistiado, mas ainda no exílio, o francês retomou Os miseráveis em abril de 1860, 15 anos depois de iniciar o livro. O romance foi publicado em 1862, em Bruxelas. O escritor tinha 60 anos. O lançamento da Gallimard se baseia nessa edição original.

Prefácios 

Além do texto impressionante de Victor Hugo, o volume de 1.824 páginas é enriquecido com o Atelier des Misérables, com prefácios e projetos de prefácio redigidos por ele, assim como diferentes manuscritos. O material permite apreciar a evolução da obra ao longo de sua escrita. Há páginas descartadas do manuscrito, além de cenas e capítulos que não permaneceram na edição que chegou às livrarias.

A seção Images des Misérables, sob a direção de Dominique Moncond’huy, apresenta desenhos (incluindo os de Victor Hugo) inspirados no romance. Também traz o inventário completo de adaptações da obra para o cinema e o teatro. Entre elas está o musical Os miseráveis, encenado sem interrupção, em Londres, desde 1985. O clássico francês deu origem a filmes no Japão, Egito, Turquia e Vietnã.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Denise Dowse, atriz de Barrados no Baile, morre aos 64 anos

14/08/2022 às 18h09

Benito di Paula celebra 80 anos com turnê ao lado do filho

14/08/2022 às 17h20

Alcione cancela participação em homenagem a Elza Soares no Rock in Rio

13/08/2022 às 16h46

Filme da brasileira Júlia Murat conquista o Leopardo de Ouro do Festival de Locarno

13/08/2022 às 15h42

Alcione cancela participação em homenagem a Elza Soares no Rock in Rio

13/08/2022 às 12h54

Filha de Juliano Cazarré volta para UTI e passa por cateterismo

13/08/2022 às 12h36

Alcione cancela participação em homenagem a Elza Soares no Rock in Rio

13/08/2022 às 12h34

Rafa Kalimann chora ao esquecer bolsa de R$ 17,5 mil em avião

13/08/2022 às 10h57

Zé Felipe e Miguel falam sobre lançamento do DVD "Não é o Fim do Mundo"

13/08/2022 às 08h42

Single de Beyoncé conquista a primeira posição da Billboard Hot 100

12/08/2022 às 21h30

Ator e comediante Kenan Thompson vai apresentar o Emmy 2022

12/08/2022 às 21h15

HBO Max pode demorar 45 dias para receber os lançamentos da Warner

12/08/2022 às 21h00

Ludmilla anuncia data de lançamento de Numanice #2 ao vivo

12/08/2022 às 20h48

Disney Princesa tem nova edição com atletas olímpicas latinas

12/08/2022 às 18h36

Quarto álbum do porto-riquenho tornou-se o primeiro a ter todas as faixas atingindo 100 milhões de reproduções na plataforma

Bad Bunny marca outro recorde no Spotify com 'Un verano sin ti'

12/08/2022 às 18h05

Atriz afirmou em entrevista à Variety que interpretou Ariel "por todas as meninas negras e pardas que vão se ver" no longa

Halle Bailey fala sobre ataques racistas por papel em A pequena sereia

12/08/2022 às 17h51

A atriz Susana Vieira ficou internada durante 10 dias para tratar sequelas da covid-19

Susana Vieira tem alta hospitalar e celebra: "Que felicidade"

12/08/2022 às 16h50

A atriz sofreu um acidente de carro que a deixou em estado grave. Ela morreu nesta sexta-feira (12) e a família informou a um jornal britânico que os órgãos devem ser doados

Anne Heche morre aos 53 anos, após uma semana internada

12/08/2022 às 16h12