Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Luto

Morre o pifeiro Antônio Feliciano, o Mestre Peba da Banda de Pífanos Zé do Estado, aos 56 anos

Artista teve complicações ocasionadas pela diabetes

Publicado em: 15/02/2018 22:13

Corpo do músico foi velado em Caruaru. Foto: Lauro Lima/Divulgação

O músico Antônio Feliciano Rodrigues Silva - mais conhecido como Mestre Peba -, integrante da Banda de Pífanos Zé do Estado, morreu nesta quinta-feira (15), após complicações causadas pela diabetes. O artista, que tinha 56 anos, teve seu corpo velado e sepultado no Cemitério Bom Bosco, em Caruaru, ainda nesta quinta. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Em nota, a Prefeitura de Caruaru lamentou o falecimento do pernambucano: "É com muito pesar que recebemos a notícia do falecimento do grande artista pifeiro, integrante da Banda de Pífanos Zé do Estado, o querido Mestre Peba. Músico que teve uma longa trajetória no mundo cultural e foi de grande importância para a consolidação de uma das maiores manifestações culturais da nossa cidade. Deixamos nossa solidariedade a toda a família".

Em atividade a mais de 80 anos, a Banda de Pífanos de Zé do Estado participou de eventos como a gravação do vinil França Brasil, o Encontro de Sanfoneiros, DVD de Azulão, Jacinto Silva, entre outros momentos importantes para a cultura pernambucana, com destaque para a viagem com Chico Science em sua turnê na Europa e América do Norte.

Acompanhe o Viver no Facebook:

TAGS: falece | morreu | morre | pifanos | ze | olinda | peba | mestre |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Grupo Diario de Pernambuco