Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Celebridades

Ministério da Cultura cobra R$ 747 mil de Luana Piovani e atriz afirma: 'Não estou preocupada'

Valor diz respeito à peça Pequeno Príncipe, produzida e protagonizada pela atriz em 2006 com recursos da Lei Rouanet

Publicado em: 19/02/2018 21:18 | Atualizado em: 19/02/2018 22:09

Atriz costuma protagonizar polêmicas na internet. Foto: GNT/Reprodução
O Ministério da Cultura está cobrando R$ 747 mil reais da atriz Luana Piovani depois de a prestação de contas da peça Pequeno príncipe, protagonizada e produzida pela carioca com recursos da Lei Rouanet, ter sido reprovada pelo Governo Federal. Dirigido por João Falcão, o espetáculo estreou em 2006.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Piovani, contudo, diz não estar preocupada com isso. Em vídeo publicado na tarde desta segunda (19) em seu canal no Youtube - Luana sem freio -, ela comentou que está pronta para prestar todos os esclarecimentos que se fizerem necessários. "Esse projeto tem 12 anos, mas a gente tem todos os documentos guardados com a graça divina de Deus. Lá no papel diz que a gente até tem que guardar por 10 [anos]. Não estou muito preocupada, primeiro porque minha mãe sempre fez administração financeira, cuidando de tudo com olhos de águia", explicou a atriz.

"A gente contratou uma pessoa absolutamente boa nesse quesito de prestação de contas, porque ele é profissional nisso. Eu confio na nossa 'chatice' de exigir que as coisas estejam todas corretas. Vai dar um trabalho? Vai. Abrir tudo, apresentar de novo, checar todas as coisas... Doze anos é muita coisa, a memória não está tão próxima. Algumas coisas se perdem porque não são digitalizadas, nessa época as prestações de conta eram em papel e muita coisa perde tinta. Trabalho dado, trabalho recebido e vamos lá cumprir", concluiu.

Para assistir ao vídeo, clique aqui

Acompanhe o Viver no Facebook:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com o Deputado Federal Carlos Veras (PT)
Última Volta: GP da Espanha 2022 de F1
Antiproibicionismo: Marcha da Maconha por uma nova política de drogas
Grupo Diario de Pernambuco