Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Televisão

2ª temporada de 13 Reasons Why não vai mudar após denúncias de assédio

Autor Jay Asher, em cujo livro a série é baseada, não terá envolvimento direto no próximo ano do programa

Publicado em: 14/02/2018 18:07 | Atualizado em: 14/02/2018 18:14

A data de lançamento da segunda temporada ainda não foi divulgada. Foto: Netflix/Reprodução


A já planejada segunda temporada de 13 reasons why, série da Netflix, não será afetada pelas recentes alegações de assédio sexual contra o autor Jay Asher. A Netflix divulgou comunicado nessa terça-feira (13) dizendo que Asher não está envolvido na nova temporada, agendada para sair este ano. O serviço de streaming acrescentou que a série "não será impactada". O best-seller de Asher, de 2007, sobre uma adolescente suicida é a base da popular série.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

Na segunda-feira (12) a Associação de Escritores de Livros Infantis e Ilustradores disse que Asher foi expulso da organização por reclamações de assédio. A Federação de Escritores de Oklahoma já havia cancelado um evento com o autor em maio. Asher disse que escolheu deixar a associação e que foi ele a vítima de um assédio. Em um e-mail, ele reconheceu ter envolvimentos "consentidos com adultos".

"Estou envergonhado de mim mesmo e da dor que nossas ações causam em nossas famílias", escreveu. "Durante a última década de assédios relacionados a esses envolvimentos, eu nunca retaliei. Vou seguir deixando meus acusadores na condição anônima para poupá-los de ainda mais sofrimento", finalizou. 13 reasons why é uma série do serviço de streaming Netflix que foi inspirada em um livro homônimo. A trama mostra a história da jovem Hannah Baker, interpretada pela atriz Katherine Langford, que se suicida mas antes grava vídeos explicando os motivos pelos quais cometeu o ato. O seriado aborda temas como bullying, assédio moral e sexual. 

Acompanhe o Viver no Facebook: 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco