Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

TV

The Handmaid's Tale e Big Little Lies são favoritas no Globo de Ouro

A 75ª edição da cerimônia será realizada neste domingo, com transmissão no TNT

Publicado em: 07/01/2018 15:02 | Atualizado em: 07/01/2018 15:04

Elisabeth Moss protagoniza em The Handmaid's Tale. Foto: Hulu/Divulgação

 2017 foi o ano de produções televisivas impactantes sobre a mulher. Um dos destaques foi a série The handmaid’s tale, ainda inédita no Brasil, vencedora do Emmy Awards do ano passado e favorita ao prêmio de Melhor Série do Globo de Ouro deste domingo. Com uma ótima performance de Elisabeth Moss, a trama do serviço de streaming Hulu (não opera no Brasil) aborda situações absurdas vivenciadas pela mulher em uma época que parece remota, mas tem similaridades com a realidade contemporânea. O seriado pode desbancar a veterana Game of thrones e a premiada da edição do ano passado, The crown, que concorrem com Stranger things e This is us. Indicadas na categoria Série Limitada ou Filme para TV, Big little lies, The sinner e Feud também focaram na temática feminina, que deve dar o tom da cerimônia da Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre


Tradicionalmente, o Globo de Ouro abre a temporada de premiações, consagra os melhores da televisão e do cinema, é encarado como um "aquecimento para o Oscar", que ocorre em fevereiro, e visto como uma premiação mais informal. Para além do entretenimento, a cerimônia também é um palco político. A expectativa desta edição é que os discursos tenham como foco a "avalanche" de denúncias de assédio sexual ocorrido nos bastidores de Hollywood. De acordo com a revista People, atrizes como Meryl Streep e Emma Stone estão entre as mulheres que vestirão preto em forma de protesto contra as agressões. Recentemente, Meryl revelou, ao jornal The New York Times, que sofreu abusos no início da carreira. “No passado, quando todo mundo estava cheirando cocaína, havia muito comportamento que era indesculpável”, descreveu.

A edição do ano passado foi marcada por um discurso de Meryl, homenageada com o Cecil B. DeMille Award do ano passado, contra o presidente norte-americano Donald Trump. Em 2018, a apresentadora, produtora e atriz Oprah Winfrey será consagrada com o título. A 75ª edição da cerimônia será exibida ao vivo no TNT, a partir das 21h (horário do Recife), direto de Los Angeles. A apresentação será de Domingas Person, com comentários do crítico de cinema Rubens Ewald Filho. A noite será conduzida pelo comediante norte-americano Seth Meyers. Ao longo de 25 categorias, os artistas Halle Berry, Carol Burnett, Gal Gadot, Neil Patrick Harris, Sarah Jessica Parker, Sharon Stone, Rick Martin, Kelly Clarkson e Emma Watson são alguns dos nomes que anunciarão os resultados.

Disputa na tela grande
Como tem ocorrido não só no Globo de Ouro mas em outras premiações nos últimos anos, questões raciais e de gênero seguem marcando presença entre indicados. Aliás, uma polêmica na edição deste ano foi relativa à indicação do filme Corra! na categoria destinada aos gêneros comédia ou musical. Ainda que tenha humor, o longa, escrito e dirigido por Jordan Peele, é um suspense psicológico com forte crítica social sobre o racismo. Entre os que disputam na categoria drama, duas apostas fortes são Me chame pelo seu nome, delicado romance entre dois homens na Itália dos anos 1980, e a Forma da água, novo trabalho de Guillermo del Toro, líder em indicações no Globo de Ouro e também vencedor do prêmio máximo no Festival de Veneza. (Breno Pessoa)

Categoria acirrada
Com seis nomeações, Big little lies lidera o número de indicações no segmento televisivo e é favorita em algumas delas. Além de Melhor Série Limitada ou Filme para TV- concorre com Feud: Bette & Joan, Top of the lake: China girl, The sinner e Fargo - , a produção da HBO concorre em Melhor Atriz com Nicole Kidman e Reese Witherspoon, Atriz Coadjuvante com Laura Dern e Shailene Woodley e Ator Coadjuvante com Alexander Skarsgard. Assim como no Emmy Awards do ano passado, a categoria de Melhor Atriz de Série Limitada é uma das mais acirradas desta edição. Além de Nicole e Reese, Jessica Lange e Susan Sarandon, por Feud, e Jessica Biel, de The Sinner, acirram a disputa. Na lista de Melhor Ator, Kyle MacLachlan, de Twin Peaks, aparece como favorito em um disputa com Jude Law (The Younq pope), Robert De Niro (O Mago das Mentiras), Ewan McGregor (Fargo) e Geoffrey Rush (Genius)

Favorita à Atriz
O Globo de Ouro tem como tendência consagrar produções novas. Foi assim com The crown no ano passado, que saiu vitoriosa em categorias como Melhor Série e Atriz. Neste ano, quem deve ser premiada como Melhor Atriz é Elisabeth Moss devido à excelente performance na primeira temporada de The handmaid’s tale. É a terceira indicação da atriz na cerimônia. A primeira foi por Mad men, em 2011 e a segunda foi por Top of the lake, em 2014, da qual saiu vencedora. A cerimônia costuma premiar artistas e produções novas. Ela disputa com Caitriona Balfe, de Outlander, Claire Foy, de The crown, Katherine Langford, de 13 reasons why, e Maggie Gyllenhaal, de The deuce. A nomeação de Katherine foi um dos pontos criticados.

Acompanhe o Viver no Facebook:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

relacionadas

relacionadas

Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com o Deputado Federal Carlos Veras (PT)
Última Volta: GP da Espanha 2022 de F1
Antiproibicionismo: Marcha da Maconha por uma nova política de drogas
Grupo Diario de Pernambuco