Televisão Servidora pública agride repórter ao defender aumento de salário de vereadores Alice Ribeiro arrancou microfone do jornalista e o chamou de 'cretino'

Por: Viviane Rocha - Estado de Minas

Publicado em: 20/12/2017 18:09 Atualizado em: 20/12/2017 21:37

Procuradora municipal toma microfone durante entrevista. Foto: Band/Reprodução
Procuradora municipal toma microfone durante entrevista. Foto: Band/Reprodução
Durante uma reportagem sobre o aumento de 19,8% que os vereadores da cidade mineira de Uberlândia concederam a eles mesmos, um repórter da Band foi agredido pela procuradora da Câmara municipal. O jornalista Ricardo Martins questionava a servidora Alice Ribeiro, escalada para defender o reajuste salarial, sobre a "moralidade" do processo quando a entrevistada tomou o microfone e agrediu o repórter de emissora afiliada na região: "Você não se atreva, seu cretino".

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Em vídeo da matéria, veiculado nas redes sociais nesta quarta-feira (20), Ricardo Martins questiona se o aumento salarial não pode ser considerado "imoral diante da situação em que a gente passa no país". Visivelmente indisposta com o questionamento, a procuradora retruca: "Se você acha a Constituição Federal imoral, é problema seu". Em seguida, o jornalista pergunta sobre o motivo da reação agressiva à pergunta e se era algum problema especificamente contra ele. Alice chama o repórter de "capcioso". A servidora então toma o microfone da mão do repórter, arremessando-o na mesa, e se levanta, chamando-o de "ordinário" e "cretino". Em seguida, ela se retira da sala e diz, para uma terceira pessoa, que não daria mais nenhuma declaração. 

Segundo o jornalista, a procuradora é esposa do vereador Hélio Ferraz, conhecido como Baiano (PSDB), integrante da Mesa Diretora da Câmara que teria se irritado com uma matéria produzida no dia em que foi anunciado o reajuste. No vídeo, Ricardo Martins explica ainda que a entrevista estava marcada com o presidente do legislativo, Alexandre Nogueira (PSD), que desistiu de falar com a reportagem de última hora e escalou a procuradora como representante.

Assista ao vídeo da entrevista:



Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.