Televisão Morre Ana Maria Nascimento, atriz de novelas da Globo e do SBT, aos 65 anos Último trabalho no cinema foi em O Gerente, de 2011

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 01/12/2017 08:20 Atualizado em: 01/12/2017 11:30

Atriz lutava contra câncer de mama e faleceu no Rio de Janeiro. Foto: GloboNews/Reprodução
Atriz lutava contra câncer de mama e faleceu no Rio de Janeiro. Foto: GloboNews/Reprodução

Morreu, na madrugada desta sexta-feira (1º), a atriz e produtora Ana Maria Nascimento, aos 65 anos. Ela tinha câncer de mama e estava internada no Rio de Janeiro. O velório foi marcado para este sábado (2), no Memorial do Carmo, Zona Norte da cidade, entre as 9h e as 15h. Ela se tornou conhecida após atuar em diversas novelas da Globo na década de 1980. Seu último trabalho na TV foi em 2003, no SBT. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

Dentre obras pelas quais passou, estão O salvador da pátria (1989), Quatro por quatro (1994), Zazá (1997), Araponga (1990) e Engraçadinha... Seus amores e seus pecados (1995), além de Jamais te esquecerei, produção da emissora de Silvio Santos. Viúva do cineasta Paulo Cezar Saraceni (1933-2012), ela trabalhou no cinema em longas como Marcados para viver (1976), O bem dotado: O homem de Itu (1978) e A mulher sensual (1981).

Ela também estava no elenco do longa-metragem O gerente, de 2011, dirigido pelo seu marido e com Othon Bastos, Nelson Xavier, Roberto Bonfim e Letícia Spiller. Ao sul do meu corpo (1982) e O viajante (1998) foram outras produções de Paulo Cezar nas quais atuou. A artista deixa dois filhos e duas netas. O artista plástico mineiro Adriano de Aquino lamentou nas redes sociais: "Sentirei falta dessa pessoa linda, num mundo cada vez mais triste. Seu lindo sorriso e caloroso afeto, eram contagiantes! Quando nos encontrávamos e nos abraçávamos, eu dizia: Ana, ainda bem que te encontrei". 

Acompanhe o Viver no Facebook: 




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.