Cinema Atrizes farão protestos no Globo de Ouro contra assédio em Hollywood Artistas planejam um movimento para denunciar os abusos sexuais e a desigualdade de gênero na indústria cinematográfica

Por: Estado de Minas

Publicado em: 15/12/2017 20:27 Atualizado em:

Meryl Streep foi indicada ao Globo de Ouro na categoria de Melhor Atriz em Filme de Drama por The Post e participará do protesto feminista. Foto: Mandel Ngan/AFP
Meryl Streep foi indicada ao Globo de Ouro na categoria de Melhor Atriz em Filme de Drama por The Post e participará do protesto feminista. Foto: Mandel Ngan/AFP

Após a repercussão com a divulgação dos casos de assédio em Hollywood, as atrizes pretendem manter o assunto em pauta em 2018. E para isso, está sendo planejado um movimento durante a premiação do Globo de Ouro, que acontece no dia 7 de janeiro. Segundo a revista People, as atrizes estão planejando usar trajes pretos como forma de protesto aos abusos sexuais e desigualdade de gênero na indústria. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

A publicação aponta grandes nomes, como Jessica Chastain, Meryl Streep e Emma Stone, indicadas aos prêmios. As responsáveis por apresentar a cerimônia também participarão da manifestação.  As atrizes ainda pretendem continuar com a propostas durante outros eventos de séries e cinema. O The Hollywood reporter destaca que o Screen Actors Guild Awards (SAG) também tocará no assunto e será apresentado apenas por mulheres.

Nesta semana, chamou atenção o relato de Salma Hayek, que se uniu a lista de centenas de mulheres que denunciaram o produtor Harvey Weinstein. Ela alegou que o magnata de Holywood a assediou sexualmente e chegou a ameçar de morte. "Durante anos foi meu monstro", escreveu a estrela mexicana em uma publicação no jornal The New York times. No texto, a artista detalha a tortuosa produção do filme Frida de 2002, pelo qual concorreu ao Oscar de Melhor Atriz.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.