Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver
eSports CBLoL: Entenda o fenômeno League of Legends e fique por dentro da final do campeonato, realizada neste sábado em Pernambuco Roberto Iervolino, gerente-geral da Riot Games no Brasil, responsável pelo game, fala sobre amadurecimento do torneio

Por: Breno Pessoa

Publicado em: 08/04/2017 10:00 Atualizado em: 08/04/2017 09:31

Eventos costumam lotar arenas em todo o mundo. Foto: Riot/Diulgação
Eventos costumam lotar arenas em todo o mundo. Foto: Riot/Diulgação

O Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL), cuja final da primeira fase (split) será realizada neste sábado, às 12h, no Classic Hall, em Olinda, não difere muito de outros torneios esportivos. Arenas lotadas, torcida apaixonada e transmissão das disputas em canais televisivos fazem parte da realidade desse eSport, que tem mais de cem milhões de jogadores ativos, segundo dados da Riot Games, empresa responsável pelo título e organização dos torneios.


Pela primeira vez sediando uma etapa do CBLoL, Pernambuco parece contar com um número expressivo de adeptos de League of Legends (LoL): os três mil ingressos para a final do split no estado esgotaram em apenas uma hora de venda. Quem não conseguiu garantir uma entrada para a disputa entre as equipes Red Canids e Keyd Stars vai ter outras opções para acompanhar a competição, exibida ao vivo pelo SporTV e pelo Twitch.  

 

Com desempenho mais equilibrado ao longo desta primeira fase do CBLoL, a Red Canids chega à final com apenas uma derrota, na última rodada. Já a Keyd Stars tem a seu favor um time de veteranos em LoL e também conseguiram vencer, na semifinal, a atual campeã brasileira, a INTZ.

 

[Entrevista // Roberto Iervolino, gerente-geral da Riot Games no Brasil

 

 

O que falta para que o público enxergue LoL e outros títulos como algo além de um game?


O cenário está amadurecendo em todo o mundo e no Brasil não é diferente. O grande crescimento da audiência das transmissões dos campeonatos de eSports, a escolha editorial de grandes veículos de comunicação de esportes pela cobertura do cenário, a procura de patrocinadores e investidores por times profissionais - todo o ecossistema de eSports está tomando corpo e se profissionalizando, o que indica que o eSports está se consolidando como algo maior a cada ano. Por aqui, a SporTV transmite o Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL), todos os sábados, e o eSports já faz parte da grade de comunicação de vários programas e canais esportivos. Até o Galvão Bueno já se rendeu ao LoL! Isso mostra que público e mercado já enxergam muito valor em LoL, e o encaram como algo importante. Especialmente no Brasil, levar as competições para a televisão foi um caminho encontrado pela Riot Games para levar o eSports para novas audiências e consolidá-lo no país; este caminho também foi seguido por outras ligas e mesmo por canais esportivos, que também patrocinam torneios independentes abrindo cada vez mais espaço em suas grades. Essas transmissões mostram toda a empolgação da torcida, a competitividade e a grande pressão pela vitória. A resposta do público e da mídia, que acompanham nossos torneios pela TV e em nossos canais, legitima o trabalho que estamos fazendo para levar o eSports para um número cada vez maior de pessoas. Trazer a final do CBLoL para Recife é parte desse nosso esforço no Brasil.

Red Canids. Foto: Riot/Divulgação
Red Canids. Foto: Riot/Divulgação

Como se deu a escolha de Pernambuco para sediar a final da primeira etapa do CBLOL 2017?


Um de nossos objetivos ao realizar eventos (principalmente as finais do CBLOL) é levar o League of Legends e eSports para diferentes lugares do Brasil e oferecer essa experiência à nossa comunidade de jogadores. O Nordeste sempre foi uma região muito importante para a Riot Games, com jogadores engajados em League of Legends, e uma torcida apaixonada que mobiliza caravanas e organiza grandes eventos para acompanhar o cenário competitivo. Além disso, há ainda o surgimento cada vez mais constante de equipes locais buscando um espaço no cenário competitivo nacional - temos hoje jogadores da região jogando no CBLoL e em diversos outros torneios. Em decorrência desses fatores, vários eventos de eSports estão buscando a região para atender ao público local - no ano passado mesmo, a Mega Torcida LoL, organizada com o apoio da Riot Games, levou mais de 5.000 pessoas à Arena das Dunas, em Natal (RN), para assistir à transmissão da grande final do Campeonato Brasileiro de League of Legends 2016 (CBLoL). Recife é um grande expoente da nossa comunidade de League of Legends e da torcida do CBLoL, e mobiliza jogadores e torcedores em eventos de League of Legends de qualidade e relevância. Agora chegou nossa vez de levar o CBLOL ao Recife, e estamos muito felizes e ansiosos por este encontro.
Keyd Stars. Foto: Riot/Divulgação
Keyd Stars. Foto: Riot/Divulgação

Dada a boa receptividade e rápido esgotamento dos ingressos, enxerga a realização de outros eventos por aqui?

A Riot Games tem como compromisso atender toda a comunidade de jogadores e torcedores de League of Legends em todo o país e, por isso, sempre busca alternativas para levar o eSports para mais e mais jogadores de todo o Brasil. Já realizamos finais de torneios em Fortaleza, Rio de Janeiro, Florianópolis, São Paulo e, agora, Recife. Queremos que todos os torcedores de todo o Brasil tenham a oportunidade de assistir a esse grande espetáculo de perto.

Como você avalia o crescimento de LoL desde a primeira edição, em 2012, até o momento?

Desde a realização do primeiro Campeonato Brasileiro de League of Legends, em 2012, o cenário de eSports no Brasil tem crescido exponencialmente - tanto na audiência que acompanha os torneios (e passa também a conhecer por meio de novos parceiros de mídia que passam a cobrir eSports) como no surgimento e evolução de times cada vez mais profissionais e novos parceiros que se incorporam ao cenário, como organizadores de torneios independentes, patrocinadores, investidores e mídia. O crescimento da audiência, que passou a conhecer e torcer pelo League of Legends de uma forma muito apaixonada, foi um dos grande alavancadores dessa eclosão. Esse movimento foi uma combinação da evolução do CBLoL, assim como do crescimento dos times e do reconhecimento dos parceiros de mídia sobre o potencial do eSports, que trouxe cada vez mais visibilidade e legitimidade para o segmento. Audiências como os mais de 2 milhões que assistiram à final do CBLoL, ao vivo, em 2016, no Ginásio do Ibirapuera, são uma realidade transformadora no negócio. Além disso, observando a evolução do cenário, vemos uma busca por maior profissionalismo e evolução de gestão e investimento nos times, que buscam nas parcerias, investidores e patrocínios novas formas para crescer e viabilizar seu negócio. Isso proporciona melhores infraestruturas de treino, o intercâmbio com jogadores de outras regiões e a evolução do suporte técnico aos times, que hoje já contam, além dos técnicos, com um staff de psicólogos, analistas, fisioterapeutas, nutricionistas etc. A cada torneio, a cena se fortalece e se torna mais viável para a entrada e crescimento dos integrantes do cenário, o que acreditamos que fortalecerá nossa capacidade como um ecossistema formado por ligas, times, mídia e investidores.

A exibição dos campeonatos nas TVs a cabo aumentou a popularidade de LoL? Ainda enxerga possibilidade de crescimento do número de jogadores? Existe também público que acompanha o CBLoL mas que não é jogador?

Sim, a exibição dos campeonatos na TV tem dado muita visibilidade ao League of Legends. As novas audiências rapidamente se engajam com eSports e com o League of Legends ao assistir a eventos com público tão apaixonado e com alto padrão de qualidade e produção. A emoção dos times e da torcida são espetáculos à parte. Mesmo quem não é familiarizado com o jogo se impressiona com o CBLoL. Nesse sentido, eSports é uma importante experiência que pode trazer novos jogadores ao League of Legends, assim como aumentar o engajamento da comunidade com o conteúdo do jogo por meio de uma experiência de alto padrão competitivo. Em sua grande maioria, o público que acompanha o CBLOL também é jogador de LOL, mas existem aqueles que também encontraram no eSports seu grande lugar de paixão com o League of Legends, na admiração do estilo de seus jogadores profissionais favoritos, na busca de novas estratégias e modalidades de jogo, e no acompanhamento de ligas e torneios internacionais. Essa é uma característica muito interessante do esporte - o próprio espetáculo em si atrai fãs e torcedores, e isso não é diferente no League of Legends.



É preciso tocar a vida e se safar deste problema, diz Bolsonaro sobre pandemia
Presa em Petrolina uma  das principais quadrilhas de assaltos a bancos e carros-fortes do NE
Beirute e a tragédia vista de cima
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco