Música Katy Perry critica Donald Trump no clipe de Chained to the Rhythm Cantora ironiza a construção do muro na fronteira com o México e o slogan de campanha do magnata

Por: Estado de Minas

Publicado em: 21/02/2017 11:49 Atualizado em: 21/02/2017 18:25

Single é o carro-chefe do seu próximo disco, sem nome ou data de lançamento divulgados. Foto: YouTube/Reprodução
Single é o carro-chefe do seu próximo disco, sem nome ou data de lançamento divulgados. Foto: YouTube/Reprodução


Nesta terça-feira (21), Katy Perry divulgou o clipe de Chained to the rhythm, single que é o carro-chefe do seu próximo disco, sem nome ou data de lançamento divulgados. Seguindo seu engajamento político, a cantora apostou em uma produção cheia de críticas à sociedade norte-americana, bem como algumas alfinetadas ao atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Confira o roteiro de shows no Divirta-se

O clipe é ambientado em um parque de diversões. Nele, as pessoas estão caracterizadas com roupas que remetem à década de 1950 e o lugar está cheio de propagandas do "sonho americano". Logo no início, um dos brinquedos do parque ironiza o slogan de campanha do magnata - "Faça a América grande novamente" -, que convida a todos para se divertirem na "Queda do grande sonho americano".

O vídeo continua com pessoas andando como se fossem robôs, seguindo uma mesma coreografia e mesma rotina, sorrindo, como se estivessem se divertindo. Em determinado momento, um brinquedo arremessa pessoas para o outro lado de um grande muro - uma referência à promessa de Trump de construir um muro entre os Estados Unidos e o México para impedir a entrada de imigrantes. Por fim, Katy Perry só consegue escapar dessa realidade quando ouve os versos do rapper Skip Marley, seu parceiro na música, que a convida para protestar.

Confira:



Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.