Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Viver
Música Beyoncé rasga orelha no palco e continua show sangrando Cantora se acidentou durante performance de Haunted no festival Tidal 1015

Por: Eduarda Fernandes

Publicado em: 17/10/2016 09:47 Atualizado em: 17/10/2016 11:07

Trança da cantora enganchou em um dos seus brincos. Foto: TIDAL/Reprodução
Trança da cantora enganchou em um dos seus brincos. Foto: TIDAL/Reprodução


Durante um show no festival Tidal 1015, em Nova York, no último sábado (15), Beyoncé deu o que falar. Em uma performance da música Haunted, do álbum BEYONCÉ, a longa trança da cantora enganchou em um dos seus brincos e o arrancou. Sem perder uma nota, Beyoncé continuou cantando mesmo ao perceber que tinha rasgado o lóbulo da orelha e estava sangrando.

Confira o roteiro de shows no Divirta-se

Beyoncé touched her ear, and didn't miss a note. A PERFORMER. pic.twitter.com/sjC6ltro3h

— %uFE0F (@weloveknowles) 16 de outubro de 2016

Após seu show, que incluiu hits do Lemonade, a cantora voltou ao palco depois da perfomance de Nicki Minaj para cantar mais uma música e convocar a plateia a comparecer às eleições presidencias em novembro e votar. "Fazer nada não é uma opção agora", disse ela, antes de pedir para os que acham que as coisas não poderiam ficar piores que "conversem com seus avós e vejam o quanto nós já conseguimos. O fogo ainda está ardendo. Muitas pessoas morreram e sacrificaram muita coisa para podermos ter nossa voz, e temos que usá-la. Lembrem-se que Barack Obama é o nosso presidente. Nós fizemos isso acontecer, os jovens fizeram isso acontecer", completou ela, que fez campanha para o atual presidente dos Estados Unidos em 2008 e 2012, e é amiga da primeira-dama, Michelle Obama. Apesar de ainda não ter formalmente apoiado a candidata democrata, Beyoncé já participou de eventos para angariar fundos para a campanha de Hillary Clinton e, durante show de abertura da turnê mundial Formation, em abril, dançou ao som de uma música chamada Fuck Donald Trump.

O festival Tidal 1015 contou ainda com shows do rapper Common, da banda DNCE, novo projeto de Joe Jonas, e da cantora Lauryn Hill. Nos palcos, não é a primeira vez que Beyoncé adota a política de "o show deve continuar". Em 2013, durante performance em Montreal, o cabelo da cantora norte-americana prendeu em um ventilador no palco e ela terminou a performance de Halo enquanto os seguranças tentavam soltá-la.




 



Acompanhe o Viver no Facebook:


Pelé abre o jogo e fala sobre racismo, mil gols e sucessor
Não abandone animais, preze pela vida
Diabetes pode afetar a visão e provocar cegueira
Maduro: atitude passiva das autoridades policiais brasileiras
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco