Energia renovável

Secti/PE e Facepe divulgam edital de energias renováveis e descarbonização

A iniciativa visa apoiar projetos interinstitucionais no campo das energias renováveis e da descarbonização de Pernambuco

Publicado em: 16/05/2024 22:50


Os recursos serão distribuídos entre 2024 e 2026 para atender até uma proposta aprovada, que terá prazo máximo de 60 meses para execução (Foto: Rafael Araújo)
Os recursos serão distribuídos entre 2024 e 2026 para atender até uma proposta aprovada, que terá prazo máximo de 60 meses para execução (Foto: Rafael Araújo)
Um edital com financiamento global de até R$ 4 milhões, visando a formação de uma rede interinstitucional de pesquisa e inovação em Energias Renováveis e Descarbonização, foi lançado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (Secti) e a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia (Facepe) nesta quinta-feira (16).

O objetivo é atrair projetos que apostam nas temáticas de hidrogênio verde, energia renovável eólica e solar, captura, transporte e armazenamento de CO2, além da descarbonização da indústria. O edital estará disponível no site www.facepe.br e as submissões para a primeira fase seguem até 1º de julho. 

Os recursos serão distribuídos entre 2024 e 2026 para atender até uma proposta aprovada, que terá prazo máximo de 60 meses para execução.

"A partir do compromisso da gestão estadual em fortalecer o desenvolvimento social e econômico de Pernambuco, a Secti e a Facepe atuam para estimular a competitividade local, a geração de riquezas e a proposição de soluções viáveis no contexto de políticas voltadas a energias renováveis e descarbonização, que é um tema de interesse de  Pernambuco, que reconhece a importância da transição energética", pontua a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Mauricelia Montenegro. 

Pesquisadores vinculados a Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (ICTs-PE) interessados devem apresentar a proposta de constituição de um Instituto Pernambucano de Ciência, Tecnologia e Inovação (IPECTI) em Energias Renováveis e Descarbonização.  

De acordo com a Secti, a rede será direcionada ao desenvolvimento de projeto de alto impacto em CT&I e ao alcance de soluções práticas e viáveis orientadas às temáticas descritas no edital, cujo enfoque é a transição para energias renováveis e a redução das emissões de carbono. 

"A partir dessa iniciativa, pretende-se estimular grupos de pesquisa de diferentes ICTs e com diversas habilidades, para que atuem de forma sinérgica e apliquem um modelo de governança próprio, promovendo pesquisas avançadas, iniciativas de internacionalização e compartilhamento de conhecimentos e tecnologias", afirma a presidente da Facepe, Fernanda Pimentel.

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL