Diario de Pernambuco
Busca

Saúde

Profissionais da saúde são capacitados pelo Governo para lidar com casos de SRAG

Ação integra execução do Plano de Contingência das Doenças Respiratórias na Infância

Publicado em: 20/05/2024 19:12

A ação integra o Plano de Contingência das Doenças Respiratórias Sazonais na Infância, lançado em fevereiro deste ano (Foto: Divulgação/SES)
A ação integra o Plano de Contingência das Doenças Respiratórias Sazonais na Infância, lançado em fevereiro deste ano (Foto: Divulgação/SES)
Profissionais de saúde participam nesta semana da última etapa da capacitação sobre Manejo Clínico da Criança e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) na Atenção Primária. Nesta segunda-feira (20), o treinamento foi feito em Ouricuri, no Sertão.

A capacitação segue nesta terça-feira (21), em Afogados da Ingazeira e, na quarta-feira (22/05), em Serra Talhada. Participam da ação médicos e enfermeiros que atuam nas equipes de atenção básica e urgência dos 33 municípios de abrangência das IX, X e XI Gerências Regionais de Saúde (Geres). 

De acordo com a SES, a ação integra o Plano de Contingência das Doenças Respiratórias Sazonais na Infância, lançado em fevereiro deste ano. 

Desde o início do mês de abril, a pasta promove as oficinas sobre o manejo de pacientes com SRAG, tendo percorrido todas as demais Gerências Regionais de Saúde – I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII e XII –, contemplando profissionais de saúde da Região Metropolitana do Recife (RMR), do Agreste e do Sertão, alcançando os demais 152 municípios pernambucanos. 

A capacitação auxilia na identificação dos casos de maneira mais ágil. Durante os encontros, os profissionais acompanham uma explanação sobre as doenças respiratórias, discutem coletivamente estudos de caso e recebem orientações da conduta clínica durante o atendimento, desde o diagnóstico do paciente até o uso racional de antibióticos durante o tratamento das síndromes respiratórias na infância. 

Casos de SRAG aumentam em Pernambuco

Pernambuco vivencia, entre os meses de março a agosto, o aumento na incidência de casos de infecções virais, algumas com complicações bacterianas. De janeiro ao dia 20 de maio deste ano, foram notificados 2.613 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave no Estado. 

O médico pediatra Eduardo Jorge evidencia medidas que contribuem para mobilizar a população e prevenir o registro de casos em crianças. 

“É preciso adotar medidas preventivas como manter a vacinação em dia. A qualquer sintoma gripal persistente, evitar expor a criança a aglomerações, pois assim conseguimos ter mais controle de transmissão", pontua o profissional.

Uma das maneiras de evitar o desenvolvimento da SRAG é manter o cartão vacinal em dia, principalmente as vacinas contra a gripe.

O Governo do Estado também tem promovido outras ações para reverter o cenário, entre elas a instalação de novos leitos. De acordo com a SES, somente em 2024, 158 leitos foram colocados em funcionamento com esta finalidade. Também serão abertos novos 10 leitos em Goiana e outros 30 serão abertos nas próximas semanas.

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL