Diario de Pernambuco
Busca

DP SOCIAL

ONG promove solidariedade e qualificação

Atividades acontecem por meio de uma equipe de 57 colaboradores na creche Lar Manuel Quintão (Olinda) e numa sala do Porto Social (Recife)

Publicado em: 21/02/2024 10:17

Iniciativa foi criada pela vontade de fazer algo enquanto o mundo enfrentava a Covid-19 (Foto: Divulgação)
Iniciativa foi criada pela vontade de fazer algo enquanto o mundo enfrentava a Covid-19 (Foto: Divulgação)
 A Organização Não-Governamental (ONG) Saluz surgiu em 2020, na pandemia, focada em enfrentar as adversidades e minimizar as dores presentes neste período, transformando o momento numa oportunidade de crescimento e união, através da coragem, solidariedade e da superação.
 
O projeto atende pessoas das cidades do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, sendo realizadas cerca de 60 ações por ano, em dias úteis e finais de semanais também.

A fundadora e voluntária da ONG, Rebheka Quintão, explica que a iniciativa foi criada a partir da vontade de fazer algo enquanto o mundo em enfrentava dificuldades no período pandêmico.
 
“Eu sempre tive o voluntariado no meu coração e participei de ações. Na pandemia, não aguentei ficar sem fazer nada, numa situação onde as pessoas estavam isoladas e as pessoas em situação de rua ainda nem tinham noção da gravidade da circunstância. Foi um período difícil que balizou nossas atitudes e pensamentos e nos proporcionou uma experiência madura de ensinamentos. Essa vontade de fazer mais foi aumentando até que começamos a atender as comunidades e nos tornamos quem somos hoje”.

A iniciativa promove ações sociais voltadas para o público infantil, com atividades de recreação e anima e palestras sociais sobre inclusão e capacitismo e para o público feminino qualificação, com aulas de empreendedorismo, modelo de negócios, gestão pessoal, autoestima, escrita e leitura, entre outras temáticas e a entrega de alimentos.
 
“O projeto Saluz é focado em minimizar as dores das pessoas, nosso propósito é de fato o nosso nome: sal que é o sabor, nos revelando o que tem de bom em cada pessoa, a luz é a direção. É exatamente ir muito além de entregar alimentos, roupas e cestas básicas, nossa missão é guiar para um futuro menos sofrido, proporcionando educação do infantil ao adulto, incentivando e ensinando sobre o empreendedorismo e como a percepção de valor e autoestima são importantes”, contou a idealizadora do projeto. 

As atividades acontecem, por meio de uma equipe de 57 colaboradores, na creche lar Manuel Quintão, em Olinda e também numa sala do Porto Social, no Recife. As aulas de qualificação e a distribuição de alimentos ocorrem aos sábados e as atividades de recreação acontecem durante a semana na creche. “Trabalhamos a autoestima de pessoas em situação de vulnerabilidade, ensinando por meio dos conteúdos debatidos para ter uma visão de mundo mais respeitosa e acolhedora”, disse Rebheka sobre como a ONG contribui na vida de seus atendidos.

As pessoas que quiserem contribuir com o projeto podem doar cestas básicas, alimentos não-perecíveis, roupas e livros, através do contato pela rede social Instagram, @ongsaluz ou pelo whatsApp (81) 9188-9673. Outra opção é por meio da doação financeira, por meio do Pix, cuja chave é: 81991889673.

Se você participa de uma Organização Não Governamental (ONG) ou conhece projeto social e deseja que a história dessa ação seja contada no DP+Social, sugira através do nosso e-mail: social@diariodepernambuco.com.br.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL