Diario de Pernambuco
Busca

PREVENÇÃO

Março Azul Marinho: campanha do HCP aborda câncer colorretal

O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), no Recife, lança a campanha com informações importantes para mobilizar a sociedade

Publicado em: 28/02/2024 10:51

O câncer colorretal, também chamado de câncer de intestino ou câncer de cólon e reto, ocupa a terceira posição como o mais incidente no País (Foto: Divulgação)
O câncer colorretal, também chamado de câncer de intestino ou câncer de cólon e reto, ocupa a terceira posição como o mais incidente no País (Foto: Divulgação)
O câncer colorretal, também chamado de câncer de intestino ou câncer de cólon e reto, ocupa a terceira posição como o mais incidente no País, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA). 

A estimativa do INCA aponta 45.630 novos diagnósticos entre 2023 a 2025, sendo 7.030 casos na região Nordeste. 

Diante desse números, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), no Recife, realizará em março a campanha "Azul Marinho" para alertar a sociedade. 

Na unidade, são tratadas  pessoas com todos os tipos de doenças e também o câncer de colorretal. 

Esse tipo é um dos mais frequentes entre os tumores malignos. 

Como será

A campanha Março Azul Marinho pretende conscientizar a sociedade sobre a doença, uma vez que seu desenvolvimento está diretamente ligado ao estilo de vida. 

Como instituição referência em oncologia, O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) lança a campanha com informações importantes disponibilizadas nos canais de comunicação da instituição e nas redes sociais @sigahcp. 

Sintomas

Dentre os principais sintomas estão sangramento, anemia, dificuldade para evacuar ou diarreia, mudança no hábito intestinal, mudança no aspecto das fezes. 

O médico cirurgião oncológico Jensen Fong explica que há fatores de risco evitáveis e não evitáveis. 

"Entre os evitáveis estão a obesidade, o consumo de alimentos industrializados, o consumo excessivo de carne vermelha, consumo de alimentos em conserva, consumo de alimentos ricos em nitritos e fosfatos, são hábitos que podem ser evitados dentro da dieta e do comportamento humano", detalha. 

Já os considerados não evitáveis estão a idade e a raça do paciente, "esses, não podemos evitar. De qualquer forma, o acompanhamento médico, sendo totalmente indicada a realização da colonoscopia a partir dos 50 anos de idade. Em pacientes com histórico familiar de câncer colorretal, nós adiantamos a colonoscopia para 45 anos de idade", completa.

A doença é tratável e, na maioria dos casos, curável, ao ser detectado precocemente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos. 

Ela acomete de modo relativamente semelhante homens e mulheres, geralmente depois dos 65 anos de idade.

Sobre o HCP

O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) é uma instituição privada e sem fins lucrativos, que se dedica ao diagnóstico e tratamento de pacientes oncológicos por meio do Sistema Único de Saúde – SUS. 

Por ser uma instituição filantrópica, o HCP conta com doações contínuas de pessoas físicas e jurídicas para manter a qualidade no atendimento aos pacientes. 

Esses recursos são utilizados no custeio, na modernização do parque tecnológico e nas instalações físicas do hospital.

Além disso, são direcionados para complementar o custo do tratamento dos pacientes.  Saiba mais no site: www.hcp.org.br.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL