Diario de Pernambuco
Busca

Obras

Após quatro anos, Pernambuco retoma projeto de centrais de triagem de resíduos sólidos

Estado informou que vai iniciar execução do programa com investimentos de R$ 20 milhões

Publicado em: 04/01/2024 13:38 | Atualizado em: 05/01/2024 08:36

Segundo a Seduh, a previsão é que a central esteja plenamente operacional em dez meses. (Foto: Divulgação)
Segundo a Seduh, a previsão é que a central esteja plenamente operacional em dez meses. (Foto: Divulgação)
 
Obras do projeto de sustentabilidade socioambiental que estavam paradas há 4 anos foram retomadas pelo governo de Pernambuco por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh).

Por meio de nota, o estado informou que deu início ao processo de  execução das obras para a construção de unidades de triagem (UTs) de resíduos sólidos.
 
Ainda segundo o governo, elas estavam com sinalização de encerramento por parte do Ministério da Justiça.
 
Com isso, os recursos do governo federal estavam prestes a serem perdidos. 
O contrato foi restabelecido com o início da construção da Unidade de Triagem localizada no Distrito Industrial de Abreu e Lima, no Grande Recife, na última semana de dezembro de 2023,  com um investimento de R$ 1.710.682,80.

Segundo a Seduh, a previsão é que a central esteja plenamente operacional em dez meses.

A UT de Abreu e Lima é uma das oito unidades de triagem que serão executadas.

Ainda de acordo com a secretaria, no contrato está prevista também a execução de uma Estação de Transbordo.

Investimento

Os recursos vieram através do Contrato de Repasse 895.196/2019, que prevê investimentos de R$ 20 milhões. 

Do total, R$ 13 milhões são do governo federal e outros R$ 7 milhões do governo do Estado. 

O secretário executivo de Desenvolvimento Urbano e Habitação do Estado, Rodrigo Ribeiro, comentou a retomada por meio de negociações.

"O acordo estava em risco de rescisão. Graças a negociações assertivas e ações rápidas do governo junto ao Ministério da Justiça, foi possível assegurar a manutenção desse importante convênio, preservando recursos que serão direcionados para execução das obras".

Os demais locais que vão receber as Unidades de Triagem estão nos municípios de  Araçoiaba, Moreno, Cabo de Santo Agostinho (Ponte dos Carvalhos e Enseada), Paulista, Ipojuca e mais uma em Abreu e Lima. 

A estação de Transbordo de resíduos sólidos será executada no município de Cabo do Santo Agostinho.

Impacto socioambiental

Essa iniciativa garante recursos para equipamentos de sustentabilidade socioambiental; a exemplo do descarte de resíduos feitos de forma inadequada que gera problemas com a poluição do solo, da água e do ar, contaminação química e emissão de gases de efeito estufa, que contribuem para as mudanças climáticas. 

Para reduzir os danos ao meio ambiente, a separação dos resíduos é uma atividade importante e necessária que possibilita a destinação correta de materiais como plástico, papel, vidro e materiais orgânicos para a reciclagem, compostagem ou reutilização.

De acordo com a gestão estadual, a importância de tais equipamentos também promove a inclusão social e renda na geração de empregos. As unidades irão proporcionar para comunidades mais carentes, oportunidades de serem empregadas na separação, classificação e reciclagem dos materiais.

Além da geração de renda, há também, a promoção da educação ambiental, por meio de campanhas de conscientização sobre a separação correta dos resíduos e incentivar a atividade das associações de catadores.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL