Diario de Pernambuco
Busca

DIA DA INDEPENDÊNCIA

Olinda celebra 7 de setembro com desfile carnavalesco da Pitombeira

Publicado em: 07/09/2023 16:50 | Atualizado em: 07/09/2023 18:46

Troça Pitombeira tomam às ruas de Olinda em seu primeiro cortejo como Patrimônio Vivo do estado
 (Ruan Pablo/DP)
Troça Pitombeira tomam às ruas de Olinda em seu primeiro cortejo como Patrimônio Vivo do estado (Ruan Pablo/DP)
Em ritmo de prévia de carnaval, a cidade de Olinda celebrou o 7 de Setembro com o desfile da tradicional troça carnavalesca Pitombeira dos Quatro Cantos que percorreu as ruas do Sítio Histórico, desta quinta-feira (7). O desfile foi a abertura da temporada de prévias em Olinda e a comemoração aos 201 anos da Independência do Brasil.

Há 23 anos, o desfile realizado anualmente no feriado da Independência faz parte integrante do calendário de eventos de Olinda, marco por iniciar o período de prévias carnavalescas na cidade. A tradição de acompanhar a agremiação neste feriado é uma característica única da cidade, que foge do convencional desfile cívico-militar.
  
“A Pitombeira já construiu uma tradição, desde os anos 2000, realizamos o desfile de 7 de setembro para mostrar a independência cultural do carnaval de Olinda, como ele se construiu durante todos esses anos de história da Pitombeira, principalmente por ter 76 anos fazendo o carnaval. A Pitombeira mostra que o carnaval vive, que o carnaval continua ativo, que o frevo é uma entidade do povo pernambucano", ressaltou o diretor de comunicação da Pitombeira, Matheus Barros.

A troça se concentrou em sua sede, na Rua 27 de Janeiro, no Carmo, e percorreu as ruas do Sítio Histórico, mesmo percurso realizado durante o carnaval. O Festejo reuniu centenas de foliões vestidos de amarelo e preto, o desfile foi o início às prévias de carnaval de 2024 em Olinda. 
 
Tema 
Durante o desfile, a Pitombeira apresentou o seu tema o: “É Fantástico como os signos ainda regem o destino dos homens”, uma releitura do tema de 1974. Uma homenagem ao estilista Carlos Ivan Vieira de Melo, responsável por fazer as fantasias da troça. O estilista morreu no dia 1° de abril de 2021, vítima de Covid-19. Em sua homenagem o aderecista, Lucas Correia, se inspirou em obras de Carlos, realizando as fantasias da Pitombeira baseadas no mapa astral e trazendo alguns signos como aquários, capricórnio, leão e escorpião.

"Eu sigo a linha dele [Ivan Carlos], com o tema dos anos 70. Tenho uma honra muito grande porque eu admirei muito Carlos, um artista muito rico em todos os detalhes, perpetuar isso é muito importante. Além de trazer para a rua depois de muitos anos esse tema, faz com que a gente veja um formato diferente da leitura daquela época, com novas artes, com mais tecnologia e mais fantasias", detalhou Lucas

Patrimônio Vivo
A troça carnavalesca da Pitombeira se tornou Patrimônio Vivo de Pernambuco desde o dia 17 de agosto, por desempenhar arte e papel fundamental nas tradições culturais populares do estado. Com o título a troca se torna um dos 95 patrimônios do Estado.
 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL