Diario de Pernambuco
Busca

CHUVAS

Recuperação de estradas vicinais beneficiará cidades da Mata Sul

Publicado em: 11/08/2023 14:54 | Atualizado em: 11/08/2023 18:37

As obras contam com investimento de R$ 15 milhões do Governo do Estado (Foto: Divulgação)
As obras contam com investimento de R$ 15 milhões do Governo do Estado (Foto: Divulgação)
As estradas vicinais da Mata Sul de Pernambuco, que foram afetadas pelas enchentes do último mês de julho, começaram a ser recuperadas nesta quinta-feira (10) por patrulhas mecanizadas. A ação foi viabilizada pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Agricultura, Pecuária e Pesca (SDA), com investimentos da ordem de R$ 15 milhões. As obras visam recuperar a trafegabilidade, emergencialmente, em 15 municípios.

Secretário em exercício da SDA, Bruno França destacou que, com a ação, cerca de 300 mil pessoas da Zona Rural poderão voltar a usar as vias, já que parte dessas estradas deixaram de existir devido às enxurradas ocorridas em julho. “Precisamos obedecer aos trâmites legais para a contratação desse serviço, mas estamos com três empresas contratadas que atuarão em três lotes de obras, simultaneamente, na zona rural de 15 municípios, a fim de que, o mais rápido possível, a população volte a transitar normalmente e a produção dessas áreas passe a ser escoada, a exemplo da cana-de-açúcar, principal produto da região”, salientou o secretário.

Bruno França passou esta quinta-feira em deslocamento entre quatro municípios - Belém de Maria, São Benedito do Sul, Catende e Cortês -, acompanhando a chegada das máquinas que compõem a patrulha mecanizada (tratores, caminhões caçambas, retroescavadeiras) e o início das obras. Também participou da ação o Bruno César, gerente de Articulação da Casa Civil e a equipe de Engenharia da SDA.

"Várias reuniões com a Defesa Civil do Estado antecederam a construção desse processo. O órgão apresentou levantamento da situação dessas estradas e de outras obras de infraestrutura prejudicadas pelas enchentes", falou o secretário. Ele acrescentou, ainda, que o trabalho também foi montado em parceria com as prefeituras, que ficarão com a responsabilidade de remover os entulhos retirados pelas máquinas.

O vice-prefeito de Belém de Maria, Beto do Sargento, disse que a Estrada da Guabiraba, onde as obras iniciaram, dá acesso a quatro localidades, onde vivem mais de 80 famílias que foram prejudicadas, principalmente no escoamento da produção. O prefeito Juninho Amorim, de São Benedito do Sul, disse que mais de 90% dos 100 quilômetros de estradas vicinais do município ficaram danificados. Já a prefeita de Catende, Dona Graça, afirmou que em muitas áreas a população ficou sem acesso a serviços como saúde e educação. Em Cortês, a prefeita Fátima Borges comemorou a chegada das máquinas. "Aqui, agricultores familiares ficaram sem conseguir escoar produtos como inhame, macaxeira, entre outros".

As obras estão divididas nos seguintes lotes: 1 - Abrange os municípios de Belém de Maria, Catende, Palmares, Água Preta e Xexéu; 2 - Cortês, Rio Formoso, Barreiros, Primavera e São José da Coroa Grande; 3 - Maraial, São Benedito do Sul, Quipapá, Jaqueira e Correntes, esta última no Agreste.

Decreto - O Governo do Estado decretou situação de emergência em 16 municípios, em razão do grande volume das chuvas que atingiram essas cidades em julho. A determinação tem validade de 60 dias, para reforçar as ações nos locais afetados. Um centro de apoio para ofertar serviços sociais às pessoas impactadas pelas as chuvas foi instalado no município de Catende.

Ações - O Governo está atuando na região de forma integrada, em diversas frentes, com equipes de várias secretarias e órgãos. Entre as ações emergenciais estão a entrega de cestas básicas, hipoclorito de sódio (água sanitária), colchões, lençóis, água mineral e a oferta de carros-pipa.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL